16 de setembro de 2019

Participante é demitido de “O Aprendiz” após citar filho de Justus

Roberto Justus exibiu o trecho em que Montalvão entra em contato com um funcionário da empresa de seu filho, que o deixou visivelmente irritado.


Por Estadão Conteúdo Publicado 07/05/2019
Divulgação

O apresentador Roberto Justus demitiu o apresentador Montalvão do reality show O Aprendiz, da Band, após ele ter citado seu filho, Ricardo Justus, que era um dos conselheiros, para tentar convencer um funcionário de sua empresa a ajudá-lo durante uma prova.

O fato, que foi definido como “erro imperdoável” pelo apresentador, ocorreu na edição que foi ao ar na última segunda-feira, 6, em que o filho de Justus substituía Vivianne Brafmann na dupla de conselheiros do programa, ao lado do coach José Roberto Marques.

O participante PC Siqueira, da equipe de Montalvão, ligou para Ricardo Justus, com quem já havia tido contato em um episódio anterior do programa, para buscar uma parceria com sua empresa de realidade virtual para uma tarefa.

“Até aí, tudo ok. Pediu ao Ricardo Justus se poderia usar a empresa dele para uma ação de realidade virtual”, salientou Roberto Justus, eximindo PC de culpa.

Em seguida, foi exibida a resposta de Ricardo na ligação: “Como eu sou conselheiro dessa prova, não posso me envolver diretamente porque eu estou julgando essa prova”. Ele, então, passou apenas o telefone geral da empresa, disponível em seu site público, acessível a qualquer um: “me isentei completamente ”

Roberto Justus exibiu o trecho em que Montalvão entra em contato com um funcionário da empresa de seu filho, que o deixou visivelmente irritado.

“Bom dia, Emerson. Quem me passou teu contato foi o próprio Ricardo Justus. A gente tá com uma ação […] e falaram que você é o homem que resolve isso aí, é verdade?”, começa Montalvão, ao telefone.

Após ser informado de que a empresa não faz esse tipo de ação, Montalvão rebate: “Mas eu conversei com o Ricardo [Justus] e ele falou: ‘liga na JK’. Então, assim… faz. Ou ele quer que, pelo menos, nessa ação, a Voyager [empresa do filho de Justus] esteja, porque senão ele não teria passado seu telefone pra gente, você concorda?”

Montalvão tentou se justificar para o apresentador: “A gente tem um dia pra fazer a tarefa. Eu tentei usar argumentos pra forçar, ser persuasivo”. Roberto não se convenceu: “Argumentos não corretos”.