26 de fevereiro de 2020

Oscar: “Parasita”, da Coreia do Sul, é o grande vencedor da noite

O filme do país asiático foi indicado a seis categorias e levou quatro; a produção é a primeira de língua não-inglesa e não produzido nos EUA a levar o prêmio máximo


Por Redação Educadora Publicado 10/02/2020
Divulgação

O filme sul-coreano “Parasita”, do diretor Bong Joon-ho, foi o grande vencedor do Oscar 2020. A obra, que retrata a desigualdade econômica no país asiático, conquistou quatro das seis estatuetas a que concorreu, incluindo as principais da premiação: Melhor Filme, Melhor Diretor (para Bong), Melhor Filme Internacional e Melhor Roteiro Original.

A obra brasileira “Democracia em Vertigem”, que concorria a Melhor Documentário, não foi premiada. O vencedor da categoria foi “Indústria Americana”, uma produção da Netflix e do casal Obama.

Já o épico de guerra “1917”, uma produção anglo-americana dirigida por Sam Mendes, conquistou três prêmios: Melhor Mixagem de Som, Melhores Efeitos Visuais e Melhor Direção de Arte.

Três filmes ganharam duas estatuetas cada: “Ford vs Ferrari” levou os prêmios de Melhor Edição de Som e de Melhor Edição; “Coringa” venceu nas categorias Melhor Ator, com Joaquin Phoenix, e Melhor Trilha Sonora, com a islandesa Hildur Guonadóttir; e “Era uma Vez em… Hollywood”, de Quentin Tarantino, venceu Melhor Direção de Arte e Melhor Ator Coadjuvante, com Brad Pitt.

O prêmio de Melhor Atriz foi para Renée Zellweger, pelo filme “Judy: Muito Além do Arco-Íris”. Já a escolhida como Melhor Atriz Coadjuvante foi Laura Dern, por “História de Um Casamento”

O prêmio de Melhor Roteiro Adaptado ficou com “Jojo Rabitt”. Elton John e Bernie Taupin foram agraciados com a estatueta de Melhor Canção Original, com “(I’m Gonna) Love Me Again”, de “Rocketman”.

O filme “O Escândalo” foi premiado com o Oscar de Melhor Maquiagem e Penteados, enquanto “Adoráveis Mulheres” foi escolhido na categoria Melhor Figurino.