14 de dezembro de 2019

Globo investe mais de R$ 200 milhões para desenvolver novos estúdios no Rio de Janeiro

Emissora anuncia novos projetos


Por Folhapress Publicado 08/08/2019
Divulgação

Com investimos de mais de R$ 200 milhões, o Grupo Globo inaugurou três novos estúdios na tarde desta quinta-feira (8) em seu complexo em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio.
Chamado de Módulo de Gravação 4 (MG4), o projeto começou a ser desenvolvido há alguns anos com a perspectiva de ser um módulo de produção de novelas, séries e atrações variadas de entretenimento com tecnologia avançada e sustentável.
O MG4 tem 26 mil metros quadrados, o que equivale a quase quatro campos de futebol só de área construída, com três estúdios de 1,5 metros quadrados cada um, além de espaços de produção e armazenagem. Com uma arquitetura moderna, os estúdios K, L e M são interligados por uma passarela com a cidade cenográfica e devem receber as gravações da nova novela das nove, “Amor de Mãe”, que tem autoria de Manuela Dias e direção artística de José Luiz Villamarim. A previsão é que as gravações comecem em outubro.
Construído em menos de dois anos, o novo espaço possibilita a gravação de planos sequência, isto é, quando uma cena tem continuidade, em uma área externa de 4.000 metros quadrados. De acordo com a Globo, o novo complexo também tem uma marca sustentável ao ter 100% da energia vinda de fontes renováveis, com telhado verde e aproveitamento da energia solar.
“A tradição do Grupo Globo, em toda a sua existência e diante de todas as revoluções que enfrentou, foi sempre outra: acolher o novo com otimismo e coragem, tendo como propulsor a reunião dos melhores talentos, a aposta enfática na qualidade e a atitude de dar os passos com a urgência que a situação requer, mas com a responsabilidade que o desejo de progredir exige”, declarou Roberto Irineu Marinho, presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo, na solenidade oficial de inauguração realizada no final da manhã de quinta (8).
Com a inauguração do novo módulo, os Estúdios Globo passam a ter uma área de 1,73 milhão de metros quadrados, com 13 estúdios de gravação, para a produção de conteúdo de dramaturgia para todas as suas plataformas. “Somos pessoas que construímos sonhos. Sonhos que geram experiências emocionais em outras pessoas. E, no nosso negócio, sem sonho e sem emoção, a gente não anda. A vista que a gente tem depende da montanha que a gente sobe. E a Globo não tem medo de altura”, afirmou Jorge Nóbrega, presidente executivo do Grupo Globo.
Participaram da solenidade, fechada para imprensa, os acionistas João Roberto Marinho e José Roberto Marinho, seus familiares, além de elenco da dramaturgia e executivos das empresas grupo. A TV Globo foi inaugurada em 26 de abril de 1965, nos Estúdios do Jardim Botânico, por Roberto Marinho. Inicialmente, o canal 4 era disponibilizado apenas para o Rio de Janeiro. Um ano depois, a emissora chegou a São Paulo com o canal 5 e gravação de programas nos Estúdios Fênix. Depois vieram as sedes de Belo Horizonte (1968), Brasília (1971) e Recife (1972).
Somente em 1975, a TV Globo passou a ter parte de sua programação transmitida para todo o território nacional. Com a expansão dos programas e da cobertura jornalística na década de 1980, a emissora teve a ideia de construir novos estúdios na zona oeste do Rio. Em 1995, a Globo inaugurou o Projac (Projeto Jacarepaguá), onde começou a concentrar todas as gravações de dramaturgia e parte das atrações de entretenimento. Em 2016, o Projac mudou de nome para Estúdios Globo e, no ano seguinte, são inauguradas as novas instalações de jornalismo no Rio.
Para encerrar a inauguração do MG4, a Globo promoveu uma série de mesas-redondas para debater a indústria criativa, a cultura e a inovação, com mediação de Pedro Bial e Aline Midlej. Entre os convidados estavam presentes Andrucha Waddington, Caio Gullane, Manuela Dias, Mauro Mendonça Filho, Andrea Barata Ribeiro, Rodrigo Teixeira, George Moura e Luisa Lima, além dos neurocientistas Sidarta Ribeiro e Suzana Herculano-Houzel, colunista da Folha, e do presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, Sidney Klajner.
Caetano Veloso com os filhos, Moreno, Zeca e Tom, realizariam um show ao final da programação, às 19h30, para encerrar a festa de inauguração dos novos estúdios.