09 de dezembro de 2019

Netflix aposta em suspense brasileiro

Série "O Escolhido" foi gravada no Pantanal e será lançada simultaneamente em 190 países nesta sexta-feira (28)


Por Estadão Conteúdo Publicado 28/06/2019
Foto: Divulgação/ Netflix

Com elementos folclóricos e sobrenaturais, a série O Escolhido, dirigida por Michel Tikhomiroff, é a primeira aposta brasileira da Netflix no gênero suspense. A produção, que vai ao ar nesta sexta-feira, 28, foi gravada no Pantanal e será lançada simultaneamente em 190 países.

Na história, três médicos do sistema público de saúde recebem a missão de vacinar a população de Aguazul, um vilarejo entranhado no Pantanal. Antes de partir, o grupo, formado por Lucia (Paloma Bernardi), Damião (Pedro Caetano) e Enzo (Gutto Szuster), recebe uma mensagem misteriosa da comunidade: “Não venham. Repito, não venham”.

“Aguazul é uma sociedade isolada, conservadora e bastante patriarcal”, explica Renan Tenca (3%, Mãe Só Há Uma), que dá vida ao ‘Escolhido’, líder religioso da comunidade. “Para continuar existindo, ela precisa evitar a todo custo entrar em contato com o mundo externo.”

A chegada do grupo de médicos, liderado por uma mulher, abala as estruturas do vilarejo. O principal embate se dá entre fé e ciência. “Os moradores de Aguazul acreditam que O Escolhido foi enviado por Deus para comandar a comunidade”, afirma Renan. “Ele dita o destino das pessoas ali dentro, a vida e a morte.”

Líder dos médicos, Lúcia tem suas próprias questões internas. “Na infância, ela passa por uma situação que a faz entrar em conflito com a fé e rumar para a ciência”, explica Paloma Bernardi (Salve Jorge), que interpreta a protagonista. “Ela é uma médica determinada, que acredita na ciência e na medicina, mas, no vilarejo, ela começa a acompanhar rituais e ter algumas dúvidas.”

Suspense
Paloma acredita que a série deve agradar ao público brasileiro. “Há muito preconceito com qualquer produção nacional, independentemente do gênero”, afirma. “Mas por isso mesmo devemos provar que somos capazes, trabalhamos e pesquisamos muito para isso e fizemos suspense com profissionalismo.”

Para Renan, a série flerta também com o melodrama e o sobrenatural. “A Netflix é uma empresa norte-americana que decidiu fazer uma adaptação de uma série mexicana (Niño Santo) para o contexto brasileiro”, explica. “O suspense da série traz consigo muitas referências da TV desses países.”

As gravações da série aconteceram em Natividade, pequeno município no Sudeste do Tocantins, que tem cerca de 9 mil habitantes. Para Paloma, a região da locação influenciou diretamente a série. “É um povoado pequeno, cheio de lendas”, conta ela. “E há muita natureza, que é um personagem.”

Produções brasileiras. O Escolhido integra uma grande lista de séries originais brasileiras da Netflix. Entre os títulos, estão a série de ficção científica 3%, O Mecanismo, Samantha!, Coisa Mais Linda e Super Drags. A plataforma já anunciou outras produções brasileiras nos gêneros de ficção científica e terror. Reality Z, com Sabrina Sato, e Onisciente, do produtor de 3% Pedro Aguilera, estreiam em 2020.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.