14 de agosto de 2020

Morre aos 76 anos o músico Renato Barros, líder da banda Renato e Seus Blue Caps

O cantor estava internado no Hospital de Clínicas em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro e foi submetido a uma cirurgia cardíaca, mas não resistiu


Por Redação Educadora Publicado 28/07/2020
Foto: Reprodução/Instagram

Morreu aos 76 anos na tarde desta terça-feira (28), no Rio de Janeiro, o músico Renato Barros, líder da banda Renato e Seus Blue Caps, por conta de uma infecção pulmonar. O cantor estava internado no Hospital de Clínicas em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio e ao ser internado, foi submetido a uma cirurgia cardíaca, devido a uma dissecção de aorta.

Pelo Twitter, os parceiros de banda e outras personalidades despediram-se do vocalista. “E lá se foi outro roqueiro: Renato Barros, guitarrista e líder de “Renato e seus Blue Caps”, banda que alegrou a meninada dos anos 60. A subida para o céu hoje foi musical, junto com o RR”, desabafou o jornalista Antero Greco.

“Puxa, que pena! O primeiro a usar rabo-de-cavalo no Brasil, introduziu muitas músicas dos Beatles com sua banda. Descanse em paz!”, escreveu Roger Moreira, vocalista do Ultraje a Rigor.

“Toque direito aí no céu, viu meu amigo Renato Barros?!…Tenho orgulho de ter sido um Blue Cap em 1962…Meu Rock n’ roll está triste”, lamentou Erasmo Carlos.

RENATO E SEUS BLUE CAPS

A banda, que foi formada em 1960, é uma das pioneiras do rock nacional. Ficaram famosos por fazer versões de clássicos estrangeiros, como a música “Não te esquecerei”, adaptação de “California Dreaming” da banda The Mamas & the Papas, “Tudo o Que Sonhei”, interpretação de “If I Feel” dos The Beatles, entre outras.

Ao todo, 14 músicos já passaram pela banda, entre eles Erasmo Carlos, que entrou em 1963 no lugar de Ed Wilson. O grupo estava em atividade até os dias de hoje.

Renato Barros foi o coautor de “Devolva-me” (com Lílian Knapp), que virou sucesso na voz de Adriana Calcanhotto.