17 de novembro de 2019

Maestro João Carlos Martins volta ao palco que recebeu seu primeiro concerto

O concerto gratuito e aberto ao público, já esgotado, faz parte do programa de popularização da música clássica empreendido por Martins e a Fundação Bachiana. 


Por Estadão Conteúdo Publicado 25/04/2019
Divulgação

Em 30 de abril o maestro João Carlos Martins e a Bachiana Filarmônica SESI-SP fazem um concerto no Espaço Sociocultural – Teatro CIEE – o primeiro palco a receber a orquestra com a regência de Martins -, com as participações do tenor Jean William e da soprano Anna Beatriz Gomes. Viabilizado através Lei Rouanet, o concerto gratuito e aberto ao público, já esgotado, faz parte do programa de popularização da música clássica empreendido por Martins e a Fundação Bachiana.

O repertório traz Beethoven, Brahms, Puccini – com a solista Anna em Mio Babbino Caro, e dueto de Anna e Jean em Nessum Dorma – e Sartori – com solo de Jean Wiliam em Com te Partiro. Para o grand finale, a Aria da 4ª corda de Bach e a Valsa de Shostakovich.

O segundo concerto em parceria com o Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE, associação civil de direito privado, sem fins lucrativos e de fins não econômicos, acontece em 18 de junho e as inscrições para garantir um dos 400 lugares do teatro serão feitas através do site da instituição: http://www.ciee.org br/portal/apoio/eventos_opdig/index.asp.

A soprano Anna Beatriz Gomes, aos 21 anos, já tem uma extensa carreira. Começou os estudos de canto lírico aos 14 anos, protagonizou musicais amadores beneficentes no colégio e participou de concursos televisivos de canto – “Jovens Talentos” (SBT) e “Acesso Girls MTV – 3ª Temporada” (MTV). Em 2014, quando passou a se apresentar como solista convidada com a Orquestra Filarmônica de Santo Amaro (OFISA), fez também um curso de dublagem. Em 2016, iniciou os estudos de teatro no Centro de Artes e Educação Celia Helena e foi aprovada na Academia de Ópera do Theatro São Pedro, onde atuou em concertos de câmara e junto à Orquestra do Theatro São Pedro (ORTHESP), além de integrar os elencos de óperas, como “Der Zwerg”, “Albert Herring” (Emmie), “Monsieur Choufleuri” (Ernestine), “Le Nozze di Figaro” (Barbarina), “Die Zauberflote” (Papagena), e “La Cenerentola” (Clorinda). Em 2017, integrou o elenco da estreia mundial da zarzuela “Tres Sombreros de Copa”, de Ricardo Llorca, no Teatro Sérgio Cardoso. Em janeiro de 2018, participou do Festival de Música de Santa Catarina (FEMUSC), onde realizou recitais de música de câmara e integrou o elenco das óperas “La Bohème” e “L’Enfant et les Sortilèges” (Feu). A cantora, que também é Fonoaudióloga formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e atriz pelo Centro de Artes e Educação Célia Helena, estreia agora como solista na Bachiana Filarmônica SESI-SP.

Jean William é formado em canto pela ECA-USP. Passou por orientação de Davide Rocca, em Milão, frequentou master classes de Juan Diego Florez, Elena Obrastzova, Daniela Barcelona, Gianni Fabbrini, Stefano Vizioli, entre outros. Estudou aperfeiçoamento em performance em Lunenburg Music Accademy (Canadá). Em 2009, apadrinhado por João Carlos Martins, iniciou sua carreira profissional. Desde então, apresentou-se no Lincoln Center de Nova York, Avery Fisher Hall, Teatro Paladio, Sala São Paulo, Festival de ópera de Belém e Festival Internacional de Campos do Jordão. Nos últimos anos, integrou trabalhos musicais com grupos e artistas do cenário da música erudita e popular, como as sopranos Luciana Serra e Denia Mazzola, orquestras como St.Lukes Orchestra de Nova York, o flautista William Bennet, maestro Martinho Lutero Gallati, Coral Paulistano Mario de Andrade, Orquestra Filarmônica SESI- SP, as cantoras Monica Salmaso e Laura Pausini, os pianistas André Mehmari e Nelson Ayres, entre outros.