25 de maio de 2020

Fernanda Paes Leme se emociona ao sair de casa após se recuperar do coronavírus

Atriz publicou um relato emocionante nesta quarta-feira (8) ao ver o pai pela primeira vez após mais de 14 dias de isolamento social


Por Folhapress Publicado 08/04/2020
Foto: Reprodução/ Instagram (fepaesleme)

Fernanda Paes Leme, 36, publicou um relato emocionante nesta quarta-feira (8) ao ver o pai pela primeira vez após mais de 14 dias de isolamento social. A atriz, que recebeu diagnóstico do novo coronavírus no início do mês, está de alta médica e irá para a casa dos pais continuar a quarentena.


Ao lado do pai, Fernanda posou de pijama em frente ao espelho de sua casa -o que fez muito nas últimas semanas- e refletiu: “Esse espelho foi minha janela pro mundo por um tempo. Sozinha, mostrei pijamas e falei da minha recuperação. Nunca fui tão íntima da minha própria casa como nesse período. Agora me despeço por um tempo, mas depois volto.”


A atriz fez questão de exaltar que mesmo recuperada, continuará em quarentena mas agora com a família em São Paulo. “Outro isolamento, outra quarentena, mas com o afeto dos meus pais. Meu pai não queria que eu fizesse esse trajeto sozinha de carro e veio, contra minha vontade, apenas para me acompanhar.”


Fernanda ainda disse que estava animada para a viagem. “Vai ser muito bom sentir o vento no rosto, ouvir música, me sentir protegida e fortalecida de alguma forma. Até já. Cuidem-se”, finalizou a mensagem.


Durante o período de isolamento, a atriz compartilhou com amigos e fãs que estava sozinha em casa, com sintomas leves, e que recebia comida dos vizinhos. “Meus vizinhos deixando comida pra mim na porta… Ganhei bolo, sopa, cachorro quente. Recebendo todo apoio e carinho de vocês”, disse Paes Leme, no Twitter, no início de sua quarentena.


A atriz também agradeceu à mãe, que mesmo longe, “imagino ter ficado uma pilha o tempo todo, mas tentou não transmitir essa ansiedade para mim e só me deu amor”.


Fernanda Paes Leme, Preta Gil e a influenciadora digital Gabriela Pugliesi, foram as primeiras figuras públicas brasileiras a confirmarem a doença.