30 de março de 2020

Baixo Augusta tem Alessandra Negrini como índia e ‘vai tomar no c.’ para Bolsonaro

"Vamos fazer ele ouvir", gritou o integrante do grupo, do alto do trio


Por Folhapress Publicado 16/02/2020
Foto: Reprodução/Instagram

O bloco Baixo Augusta, em São Paulo, que este ano veio com a temática resistência, puxou um coro de xingamentos ao presidente Jair Bolsonaro.

Do alto do trio, um dos integrantes puxou: “ei, Bolsonaro, vai tomar no c.”. O chamado foi acompanhado pela multidão que lotava a rua da Consolação.

“Vamos fazer ele ouvir”, gritou o integrante do grupo, do alto do trio.

O desfile do Baixo Augusta adota um tom de forte combatividade.

Pouco tempo depois, a cantora Fafá de Belém abriu seu show cantando “Meu Coração é Vermelho”. “A Amazônia é de quem?”, questionou.

No começo do desfile, Alessandra Negrini entrou vestida de índia, uma referência aos ataques de Bolsonaro contra os indígenas.

Alessandra veio acompanhada da ativista Sônia Guajajara, que foi candidata a vice-presidente na chapa de Guilherme Boulos (PSOL).

Ainda na esfera de política da esquerda, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) participou do desfile.