20 de novembro de 2019

Pesquisa aponta que brasileiro prioriza “emagrecimento” a “felicidade”

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 50% dos brasileiros estão acima do peso e deste percentual estima-se que mais de 30% sofre com a obesidade


Por Estadão Conteúdo Publicado 18/10/2019

Encontrar a felicidade, ficar milionário ou tirar as férias dos sonhos deixaram de ser os maiores desejos da população brasileira, sendo substituídos pelo anseio de estar com o corpo em forma. Pelo menos é o que afirma o Google. Levantamento realizado pela consultoria de marketing digital SEMRush, divulgado pela Forbes, ao longo do ano passado, revela que a maior tendência de busca na plataforma digital foi o termo “emagrecer”, citado 112 mil vezes na amostragem, enquanto outros assuntos tiveram consideravelmente menos cliques, como ‘viajar’ (36 mil) e ‘ficar rico’ (2,3 mil).

Alguns dados alarmantes relacionados à obesidade no Brasil explicam tamanha compulsão pelo emagrecimento. Segundo o Ministério da Saúde, mais de 50% dos brasileiros estão acima do peso e deste percentual estima-se que mais de 30% sofre com a obesidade. Além disso, a dificuldade em emagrecer intensifica a busca por diferentes alternativas.

Estudo realizado pela Nielsen Holding, empresa especializada em pesquisa de consumo, relata que pelo menos metade da população no Brasil está empenhada em perder quilos, sendo que 76% recorrem a mudanças na dieta periodicamente. Inclusive, o Brasil é, dentro da América Latina, o país que mais utiliza emagrecedores, o que totaliza 12% da população.

Membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, o médico Arthur Rocha, argumenta que o processo de emagrecimento está ligado não apenas às mudanças nos hábitos alimentares e à prática de atividade física, mas também à programação mental. “A pessoa deve estar focada e motivada tanto no período da perda de peso quanto depois, na manutenção do resultado obtido”, salienta.

Para isto, Arthur defende sempre uma ação coletiva de uma equipe multidisciplinar para acompanhar o paciente, cuidando tanto da parte física quanto mental, impulsionando-o para que obtenha sucesso em seu tratamento.