25 de agosto de 2019

‘Vamos acabar com o cocô’, diz Bolsonaro sobre comunistas e corruptos

A declaração ocorreu quando o mandatário da República falava dos governadores do Nordeste, no estado governado pelo petista Wellington Dias


Por Redação Educadora Publicado 14/08/2019

Ao discursar em Parnaíba, no Piauí, nesta quarta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) se referiu aos comunistas como cocô do Brasil – pontuou ainda que a intenção dele é acabar com todos. A declaração ocorreu quando o mandatário da República falava dos governadores do Nordeste, no estado governado pelo petista Wellington Dias.

“Alguns governadores estão querendo separar o Nordeste do Brasil. Esses cabras estão no caminho errado. Vamos acabar com o cocô no Brasil. O cocô é essa raça de corrupto e comunista”, disse o chefe do Executivo nacional, sendo aclamado por uma plateia que gritava “mito”.
“Quem quiser ir um pouquinho mais para o norte, vai até cuba”, sugeriu o presidente enquanto discursava.

O titular do Palácio do Planalto fez uma viagem ao Piauí nesta quarta-feira. A primeira parada foi em Parnaíba, a segunda cidade mais populosa do estado, para inaugurar uma escola militar. O discurso foi feito ao lado da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e do prefeito da cidade, Francisco de Moraes Souza, o Mão Santa (MDB). Ambos foram elogiados por Bolsonaro na ocasião.

Jair Bolsonaro classificou a atual gestão como “cristã” e disse que as escolas já estão acabando com a ideologia de gênero, que, segundo ele, é “coisa do capeta”. Além disso, defendeu o uso de armas: “O povo armado não será subjugado. Arma é sinônimo de força e liberdade”.