22 de novembro de 2019

Parentes de Bolsonaro usaram helicóptero da Presidência para ir ao casamento de Eduardo

O Gabinete de Segurança Institucional justificou a locomoção por 'razões de segurança'


Por Redação Educadora Publicado 26/07/2019

Parentes de Bolsonaro utilizaram o helicóptero da Presidência da República para transportar convidados para o casamento de Eduardo Bolsonaro, PSL, com a gaúcha Heloísa Wolf, em 25 de maio deste ano. As informações foram divulgadas pelo G1.

Em uma rede social, um sobrinho de Jair Bolsonaro divulgou um vídeo em que ele e outras pessoas, todas com roupa de festa, embarcam em um helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB).

“E aí, senhores, estamos bonitos? Vamos passear de… helicóptero”, diz Osvaldo Bolsonaro.

O site questionou a FAB e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) sobre os passageiros e o motivo do uso da aeronave, mas o vídeo foi apagado da rede social. Osvaldo registrou um vídeo de 24 minutos a viagem entre o aeroportos de Jacarepaguá (Bolsonaro tem residência no bairro vizinho, na Barra da Tijuca) e Santos Dumont (no Centro do Rio, próximo a Santa Teresa, onde aconteceu a cerimônia). Ele é filho da irmã de Jair, Maria Denise Bolsonaro.

O deputado Hélio Lopes, PSL, que também aparece nas imagens, quando questionado sobre o assunto citou a lei 13.844, de junho de 2019, feita após o casamento, que diz em parágrafo único: “Entende-se por viagem presidencial em território nacional os deslocamentos, para diferentes localidades no País, do Presidente ou do Vice-Presidente da República e respectivas comitivas.” Não especifica quem pode se deslocar em aeronaves da Presidência e em que ocasiões. O artigo 10 dessa lei diz que: “Os casos omissos deverão ser submetidos à apreciação do Chefe do Gabinete de Segurança Institucional.”