20 de novembro de 2019

“Bolsonaro não me ouviu e agora comete suicídio”, diz Olavo de Carvalho

“Guru" aconselha presidente a "tomar cuidado com a mídia", que, segundo ele, está "incitando um golpe de Estado"


Por Redação Educadora Publicado 24/08/2019

O guru bolsonarista Olavo de Carvalho afirma que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não escutou seus conselhos, dados no início do mandato presidencial, e agora comete um “suicídio”. Segundo o escritor, o chefe do Executivo optou por resolver os problemas do país antes de assegurar o poder, o que deveria ser o contrário. “Acorde”, alerta o guru ao presidente.

“No começo da gestão dele, escrevi no Facebook, que quando se é eleito presidente, a primeira coisa que tem que se preocupar é assegurar que tem o poder; resolver os problemas da nação é a segunda etapa. Ele [Bolsonaro] fez o contrário: quer resolver primeiro o problema econômico, o problema administrativo, e cada vez tem menos poder. Isso aí é loucura, é suicídio”, diz em vídeo postado em rede social.

Em seguida, o professor on-line de filosofia sugere que o mandatário dê “um jeito nessa mídia criminosa”. Olavo alega que a imprensa tem orquestrado um golpe de Estado contra Bolsonaro, ao “jogar os militares contra o presidente” e para isso estaria “usando como instrumento” o próprio Olavo. O escritor se refere às críticas que fez a militares do governo Bolsonaro, como o vice-presidente Hamilton Mourão e o ex-secretário de Governo, general Santos Cruz.

Por fim, Olavo afirma que, se Bolsonaro não “der um jeito” na imprensa, “eles vão acabar derrubando o senhor”. “Se perder o apoio popular, está lascado. Não despreze o poder da mídia, não pense que através de internet podemos vencê-la. Precisamos de um órgão de mídia, de um canal de televisão e um jornal impresso”, complementa. O vídeo foi postado nessa quinta-feira (22).

A mensagem, segundo o próprio escritor, foi dada diretamente a Bolsonaro. Esta não foi a primeira vez que Olavo sugere ao presidente que se utilize de meios tradicionais, como jornais impressos e televisão, para se comunicar. O guru repetiu o conselho em ao menos em outros dois vídeos publicados durante o atual governo.