11 de dezembro de 2019

Suspeito de matar casal de tatuadores é encontrado morto na prisão

Causa da morte ainda é desconhecida


Por Redação Educadora Publicado 30/07/2019

O suspeito de ter matado um casal de tatuadores foi encontrado morto na manhã desta terça-feira no Presídio Dalton Crespo de Castro, em Campos, Norte Fluminense. Adriano Lopes Prata estava preso após confessar o crime. Ele matou Renan e Luiza para não pagar pelo serviço no último dia 21, em Macaé. A informação foi divulgada pelo O Dia.

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o Corpo de Bombeiros foi chamado. A causa da morte de Adriano ainda é desconhecida. O corpo do criminoso foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Adriano atirou contra os tatuadores e o motorista após dever R$ 5 mil e não ter o dinheiro. Ele e a mulher fugiram. No dia 22, ele foi preso por posse ilegal de arma de fogo e duplo homicídio. A sua mulher também está sendo investigada.