20 de setembro de 2019

Suspeito atraía desempregadas para ‘vagas’ de trabalho antes de estupro

Homem, de 33 anos, foi preso suspeito de roubar e estuprar mulheres e adolescentes em Jundiaí (SP)


Por Redação Educadora Publicado 02/05/2019
Foto: Polícia Civil/Divulgação

O homem de 33 anos que foi preso suspeito de roubar e estuprar mulheres e adolescentes em Jundiaí (SP) aproveitava que as vítimas estavam desempregadas e em busca de vagas para se aproximar e cometer os estupros, segundo a delegada Renata Yumi Ono.

A prisão em flagrante de Sérgio Alberto Monteiro foi convertida em preventiva. Imagens feitas por câmeras de segurança mostram o homem abordando as vítimas.

“Ele usou a necessidade delas, que estavam entregando currículo e à procura de emprego para atraí-las até o local”, afirma.

Ainda de acordo com a delegada, o caso estava sendo investigado há sete meses. Em outubro de 2018 uma mulher procurou a Delegacia de Defesa da Mulher e afirmou que estava no trabalho quando o desconhecido se aproximou e ofereceu um celular com preço baixo.

Interessada na negociação, a vítima o acompanhou até a Vila Ana, onde foi atacada em um terreno baldio.

Em busca da identidade, a polícia conseguiu imagens de câmeras de seguranças. No entanto, os vídeos não eram nítidos e a vítima, na ocasião, não teria conseguido identifica-lo.

Prisão
Sérgio é morador de São Paulo e foi preso na tarde de terça-feira (30) em outra tentativa de estupro, no Centro. A operação foi realizada pela Guarda Municipal e a Polícia Civil.  À polícia, ele confessou parte dos estupros e dos roubos, e disse que morava na capital com a mãe e que trabalhava no Ceasa aos fins de semana.

As informações são do portal G1 e da TV Tem.