03 de junho de 2020

Polícia prende pai que teria estuprado e engravidado a própria filha

O homem estava foragido desde junho de 2019. Exame de DNA comprovou que ele engravidou a filha, então com 12 anos.


Por Redação Educadora Publicado 11/01/2020
Polícia prende pai que teria estuprado e engravidado a própria filha
Polícia prende pai que teria estuprado e engravidado a própria filha

Um homem de 40 anos, foi preso pela Polícia Civil do Paraná (PCPR), suspeito de abusar sexualmente da sua filha de 12 anos, em 2014.

A prisão aconteceu no início da noite da quinta (9), na cidade de Guaratuba, litoral do Paraná, na Operação Verão Maior. O homem estava foragido desde o mês de junho de 2019 e foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável.

Segundo investigações, o crime teria ocorrido em Curitiba. A mãe da vítima era falecida e ela morava apenas com o pai.

A PCPR deu início as investigações e descobriu que a filha, hoje com 18 anos, teria engravidado e a criança, atualmente com 4, poderia ser fruto da violência sexual.

Em seu depoimento, a filha do suspeito negou todas as acusações. Ao ser questionada sobre sua gravidez precoce e paternidade do filho, disse que seria um rapaz que conheceu, porém não informou quem seria ele.

A polícia, porém, solicitou exame de DNA à Justiça em 2019, para confrontar com a versão apresentada pela vítima. O resultado do exame comprovou que o filho era fruto dos abusos.

Com provas materiais e laudos periciais, a PCPR solicitou um mandado de prisão preventiva à Justiça, o qual foi decretado em junho de 2019. O homem era procurado desde então.

A polícia chegou até o suspeito depois de  descobrir que ele estaria se escondendo em Guaratuba. Agentes o prenderam no momento em que saía de casa em direção a um bar ao lado da residência.

Ele está preso à disposição da Justiça.