15 de julho de 2019

Pai mata o filho a facadas após discutir sobre carona e ficar a pé

O crime ocorreu na noite desse domingo (07). Após discussão, Francisco Canindé, 66, atacou André Pereira, 33, com uma faca


Por Redação Educadora Publicado 08/07/2019

Em depoimento prestado na 20ª Delegacia de Polícia (Gama), o homem de 66 anos acusado de matar o próprio filho à facada, na Quadra 208 de Santa Maria, confessou o assassinato. Segundo os investigadores, os dois brigaram após a vítima se recusar a dar uma carona ao pai.

Em depoimento, Francisco Canindé de Almeida contou que o filho, André Pereira de Almeida, 33 anos, passou o último domingo  bebendo. O suspeito disse que, ainda pela manhã, pediu para o rapaz levá-lo à casa de uma neta – que não é filha da vítima –, no Recanto das Emas, pois queria passear com ela. No entanto, André teria se recusado, o que deu início às discussões.

“André continuou bebendo e, após discutirem durante um tempo, ele aceitou levar Francisco até a casa da garota. No local, a mãe da criança se negou a dar a neta para que o avô a levasse, pois já estava muito tarde. Irritado, o suspeito voltou a discutir com o filho, que o deixou, sozinho, no Recanto das Emas”, revelou o delegado Vander Braga.

Para voltar até a casa onde mora, em Santa Maria, Francisco teve que pegar um ônibus. No trajeto, segundo Braga, ele teria planejado o crime. “Acredito que fez todo o percurso alimentando essa ideia. Ao chegar, brigou novamente com a vítima e a golpeou com a faca”, acrescentou o policial.

À Polícia Civil, o acusado negou que teria utilizado uma faca para ferir André, mas uma chave tetra usada para abrir o portão da residência da família. A versão do autor, no entanto, foi desmentida pelos médicos que atenderam a vítima no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). “Nos disseram que o ferimento apresentado era compatível com um instrumento perfurante grande, pois atingiu grande parte dos órgãos internos da vítima”, explicou o delegado.

“Pessoa desequilibrada”

Segundo os investigadores da 20ª DP, essa não é a primeira ocorrência envolvendo Francisco Canindé. O suspeito possui passagens pelos crimes de lesão corporal e até mesmo tentativa de homicídio praticada contra uma de suas noras.

O crime ocorreu na noite de domingo. André chegou a ser socorrido pela mulher, que o levou ao HRSM. A vítima, no entanto, não resistiu ao ferimento e morreu, na manhã desta segunda-feira (08), na unidade pública de saúde.

Após o crime, a Polícia Militar do DF foi acionada por testemunhas, esteve na casa da família e prendeu Francisco Canindé em flagrante. O homem, agora, responderá por homicídio.

*Por: Portal Metrópoles