05 de abril de 2020

Jovem denuncia estupro no primeiro dia de estágio em clínica

A estudante de 17 anos faz curso técnico profissionalizante de auxiliar de veterinária e pet shop e estava em regime de plantão


Por Redação Educadora Publicado 18/02/2020
A estudante de 17 anos faz curso técnico profissionalizante de auxiliar de veterinária e pet shop e estava em regime de plantão

Uma jovem de 17 anos denunciou o dono de um clínica veterinária por estupro, onde ela havia começado um estágio. Segundo a vítima, o homem a levou para uma sala reservada, no primeiro dia de trabalho, onde teria cometido o crime.

O caso ocorreu no último domingo (16), no Parque Amazônia, em Goiânia (GO). A informação é do portal G1.

A menina está no terceiro ano do ensino médio e faz curso técnico profissionalizante de auxiliar de veterinária e pet shop. O estágio era em regime de plantão e, por isso, ela iniciou o expediente à noite — o estabelecimento funciona 24h por dia.

No depoimento, a adolescente contou que ligou para a família e o namorado após o abuso. O veterinário já havia deixado a clínica.

“Ela ficou desconfortável com o comportamento do veterinário, achou que ele era muito invasivo, conversava tocando. Depois de alguns instantes ele deu alguns beijos nela e aquilo a incomodou bastante. Ela chegou a dizer para mãe que estava incomodada com o comportamento do veterinário e algum tempo depois acabou sendo violentada por esse profissional”, afirmou a delegada Ana Elisa Gomes.

A vítima passou por exame de corpo de delito, mas os resultados ainda não ficaram prontos.