12 de novembro de 2019

Jovem de 22 anos finge ser médico e atende pacientes de UPA em BH

O rapaz, identificado como Gabriel Valentim Flores Cabral, alegou que teve a ideia depois de ficar doente e tomar alguns medicamentos, o que fez com que ele tivesse interesse de trabalhar na área da saúde


Por Redação Educadora Publicado 15/06/2019

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um estudante de 22 anos após o jovem fingir que era médico e atender pelo menos quatro pessoas em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Belo Horizonte. O rapaz, identificado como Gabriel Valentim Flores Cabral, alegou que teve a ideia depois de ficar doente e tomar alguns medicamentos, o que fez com que ele tivesse interesse de trabalhar na área da saúde. As informações são do jornal Extra.

Enfermeiras perceberem que não havia qualquer consistência em alguns dos receituários entregues pelo estudante a pacientes e descobriram que Gabriel mentiu sobre a profissão. Elas alertaram um chefe sobre o que estava acontecendo, que decidiu comunicar a ocorrência à polícia.

De acordo com a reportagem, o jovem estava usando um jaleco, cujo bolso estava bordado com o nome “Dr. Gabriel Valentim”. Além disso, ele tinha um estetoscópio e possuía carimbo com número de Conselho Regional de Medicina (CRM).

Gabriel foi liberado após depoimento, mas as investigações continuam. Ele poderá responder por usurpação de função pública e exercício ilegal da profissão.