19 de setembro de 2019

Homem joga ácido em rosto de mulher e depois se mata no DF

Casal estava separado há mais de 10 anos e tem uma filha adolescente; homem havia sido demitido do emprego


Por Redação Educadora Publicado 26/04/2019

Uma mulher foi vítima de tentativa de feminicídio na noite desta quinta-feira (25), próximo a um bar na região de Nova Colina, em Sobradinho. De acordo com o delegado plantonista da 13ª DP, Wander Machado, o vigilante Júlio César dos Santos Villa Nova, 55 anos, jogou ácido na ex-companheira após discussão e tirou a própria vida logo depois.

Ainda segundo o delegado, o agressor teria premeditado o crime. Júlio chegou a disparar contra Cácia Regina Pereira da Silva, 47, mais de uma vez, mas a arma falhou. Ao todo, o homem teria efetuado quatro disparos, conforme informado pela Polícia Militar.

Após a tentativa de feminicídio, o suspeito foi até a casa da vítima, no Condomínio Bela Vista Serrana, Módulo 9, onde atirou contra o próprio ouvido. Cácia mora com a filha que o casal teve no local. A menina tem 13 anos.

Segundo informações da PM, dessa vez, o revólver funcionou: o homem foi atingido e não resistiu ao ferimento. A vítima, por sua vez, recebeu atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhada ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Uma equipe da perícia criminal da 13ª DP foi enviada ao local.

De acordo com o delegado Machado, Cácia e Villa Nova estavam separados há mais de 10 anos e tinham uma filha adolescente. O homem teria sido demitido recentemente do shopping onde trabalhava como vigilante.

“A demissão pode ter sido algum gatilho. Mesmo separados há anos, ele nunca deixou de perturbá-la com a ideia de reatar o relacionamento”, acrescentou Machado. “Foi uma surpresa para os familiares da vítima. Ele também era muito atuante na religião”.

Cácia foi atingida com ácido no rosto e no pescoço. Segundo Machado, o estado da vítima é gravíssimo e instável.

As informações são do portal Metrópoles.