09 de dezembro de 2019

Em Limeira, adolescente acusa ‘parente distante’ de estupro

Ao saber que homem viria à cidade, jovem teve uma crise nervosa


Por Carlos Gomide Publicado 11/11/2019
Arte/Educadora

A tia de uma adolescente de 13 anos procurou o Plantão Policial durante a noite de sábado (9) para comunicar que a garota acusou um “parente distante” da família de estupro. A mulher, de 32 anos, alegou que a adolescente, ao saber que o suspeito – de 61 anos – viria para Limeira, teve uma crise nervosa.

Assustada, a mulher foi conversar com a garota e ouviu que, há alguns meses, a menina vem sendo abusada sexualmente pelo suspeito que mora em Americana. Ele vem frequentemente para Limeira para visitar familiares e, segundo a menina, ela é sempre abusada por ele. O estupro ocorre, normalmente, dentro do carro, quando ambos saem para passear.

A garota disse à tia que já teve os peitos e as genitálias acariciados pelo suspeito, que a ameaça com um canivete para que ela não conte nada para a família. O caso foi registrado como estupro de vulnerável e passa a ser responsabilidade da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Limeira.