18 de agosto de 2019

Dona de casa cai em golpe do motoqueiro do cartão e perde quase R$ 8.000

Vítima relata que duas compras parceladas foram feitas com seus cartões


Por Danilo Janine Publicado 21/05/2019
Arte/Educadora

Uma dona de casa, de 53 anos, é a mais nova vítima do golpe do motoqueiro do cartão. Com o golpe, ela perdeu R$ 7.815,20. Conforme consta no Boletim de Ocorrência, na tarde do dia 8, ela recebeu uma ligação de alguém que se apresentou como um funcionário de uma “central de cartões”, que afirmou que um de seus cartões tinha sido clonado e a orientou a ligar no telefone 0800 que consta no verso do cartão. Ela ligou e foi atendida por uma pessoa – provavelmente outro golpista – que confirmou que o cartão tinha sido clonado e disse que o problema também teria ocorrido com outro cartão (de um concorrente) e pediu que ela digitasse as senhas dos cartões no teclado do telefone, que os cortasse e entregasse para um motoboy, que passaria lá para recolhê-los. E foi o que ela fez.
Mais tarde, quando o filho dela chegou em casa, desconfiado do caso, voltou a ligar no banco, onde foi informado (desta vez por um funcionário verdadeiro) que sua mãe tinha caído em um golpe. Ambos os cartões foram bloqueados.
Na segunda-feira (20), quando as faturas dos cartões chegaram, a dona de casa viu que duas compras parceladas – nos valores de 4 vezes R$ 725 e 6 vezes de R$ 819,20 –, totalizando R$ 7.815,20, foram feitas. A dona de casa fez um novo contato com banco e foi informada que como a senha do cartão foi usada na compra, os valores não seriam estornados.