18 de agosto de 2019

Radialista Michel Fine morre em Campinas

O "Cupido" estava internado desde o dia 14 de maio no Hospital Metropolitano e teve complicações após uma cirurgia no intestino, o que levou a paralisação dos rins


Por Redação Educadora Publicado 25/05/2019
Reprodução (Redes Sociais)

O radialista Michel Fine morreu na madrugada deste sábado (25), aos 58 anos. O “Cupido” do rádio campineiro na verdade se chamava Ismael Alves. Na década de 90 conquistou milhares de fãs com seu programa romântico Momento de Amor veiculado na Rádio Cidade.

Ele estava internado no Hospital Metropolitano, onde tinha passado por cirurgia e ficou na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A causa da morte não foi divulgada pela família.

O também radialista e hoje prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), publicou, em sua página oficial do Facebook, uma homenagem ao radialista: “Meus sentimentos aos familiares do amigo Michel Fine que faleceu na manhã de hoje. Grande profissional do rádio, marcou época pela dedicação e sensibilidade com que sempre conduziu o programa Momento de Amor, na rádio Cidade. Vai deixar uma enorme saudade”.  

A Rádio Cidade também se pronunciou através de uma nota oficial. “Michel apresentava o programa Momento de Amor, que se tornou por muitos anos um dos maiores sucessos do radio campineiro. Neste triste e difícil momento, fica o agradecimento dessa empresa, de seus milhares de fãs, das centenas de amigos e de seus familiares pelo legado de sua vida e trabalho”. 

O velório acontece na Capela do Cemitério Parque Flamboyant e o enterro será no domingo, às 9h, no Cemitério das Aleias.

CAMPINAS,SP,25.05.2019:VELÓRIO-RADIALISTA-MICHEL-FINE-CAMPINAS – Movimentação durante velório do radialista Michel Fine, no Cemitério Parque Flamboyant, em Campinas (SP), neste sábado (25). Fine, que na verdade chamava-se Ismael Alves, ficou famoso na cidade pelo programa “Momento de Amor”, pela Rádio Cidade. Ele tinha 58 anos e estava internado no Hospital Metropolitano. A causa da morte não foi divulgada. (Foto: Wagner Souza/Futura Press/Folhapress)