19 de setembro de 2019

Platini é detido sob suspeita de corrupção envolvendo a Copa do Qatar

Vice-presidente da Fifa durante o processo de escolha do Qatar, Platini foi suspenso do futebol por oito anos, junto do suíço Joseph Blatter, em 2015, ano em que estouraram os casos de corrupção na entidade.


Por Folhapress Publicado 18/06/2019

O francês Michel Platini, ex-presidente da Uefa, foi detido nesta terça-feira (18), em Paris, para depor em investigação sobre suposto esquema de corrupção na escolha do Qatar como sede da Copa do Mundo de 2022.

Ele já havia sido ouvido sobre o caso, como testemunha, em dezembro de 2017, ano seguinte ao início de uma apuração preliminar da PNF (Procuradoria Nacional de Finanças) sobre a escolha do país no Oriente Médio e também da Rússia para sediar o Mundial de 2018.

Agora, segundo a agência de notícias AFP, o foco do depoimento seria um jantar ocorrido em novembro de 2010 com a participação dele, de Nicolas Sarkozy, então presidente da França, e de Tamim bin Hamad al-Thani, emir qatariano.

Vice-presidente da Fifa durante o processo de escolha do Qatar, Platini foi suspenso do futebol por oito anos, junto do suíço Joseph Blatter, em 2015, ano em que estouraram os casos de corrupção na entidade.