07 de August de 2020

Avião das Forças Armadas do Chile com 38 pessoas a bordo desaparece

Aeronaves da Força Área estão na região de Magalhães e na cidade de Santiago para atuar em missões de busca e resgate


Por Folhapress Publicado 10/12/2019
Foto: Reprodução

Uma aeronave chilena com 38 pessoas a bordo ficou incomunicável pouco mais de uma hora após decolar da cidade de Punta Arenas, no sul do Chile, com destino à base aérea Presidente Eduardo Frei Montalva, na Antártida.

Um estado de alerta foi emitido pelas autoridades, que mobilizaram aeronaves da Força Área que estão na região de Magalhães e na cidade de Santiago para atuar em missões de busca e resgate.

Entre os que estavam a bordo, 17 eram tripulantes e os 21 restantes, passageiros.

O avião C-130 Hércules transportava profissionais que prestariam apoio logístico às instalações chilenas na Antártida. Estavam previstas manutenções no oleoduto de abastecimento da base e a realização de tratamentos anticorrosivos.

A aeronave decolou na segunda-feira (9) às 16:55h (mesma hora de Brasília) de Punta Arenas, e perdeu contato às 18h13.

Segundo o jornal chileno La Tercera, o ministro da Defesa, Alberto Espina, viajará a Punta Arenas na manhã desta terça (10).

O deputado Jorge Brito, presidente da Comissão de Defesa da Câmara, afirmou ao periódico que o deslocamento da aeronave era “uma viagem recorrente da pela Força Aérea, de abastecimento da base”.

Mais cedo neste ano, ele percorreu o mesmo trajeto, também a bordo de um Hércules C-130, acompanhado dos demais membros da Comissão de Defesa.

“Sabemos que os três ramos das Forças Armadas estão colocando seus recursos à disposição das operações de busca e resgate”, disse ele ao La Tercera.