19 de fevereiro de 2020

Mulher, vítima de agressão em dezembro, morre na Santa Casa em Limeira

Com esse caso,foram três ocorrências de feminicídio na cidade no ano passado


Por Carlos Gomide Publicado 12/01/2020
Faca utilizada no crime foi localizada pela PM na casa do casal. FOTO: Carlos Gomide

A ourives Rosemary Alves Mendes, de 42 anos, morreu neste domingo (12) na Santa Casa de Limeira. Ela estava internada desde o dia 1º de dezembro do ano passado, quando foi agredida e esfaqueada na altura do abdômen pelo companheiro, um pedreiro de 38 anos, na casa deles, no Jardim da Graminha.

Quando os policiais militares cabo Bruno e soldado Paiva chegaram ao local, à época, o filho da mulher estava na residência e informou o que havia ocorrido. Segundo ele, o crime ocorreu no quarto do casal, onde foram encontradas marcas de sangue. A motivação teria sido passional. Os policiais militares que atenderam a ocorrência não conseguiram colher a versão da mulher, pois ela estava inconsciente e, segundo testemunhas, teve o rosto desfigurado com as agressões.

SE ENTREGOU

Alguns minutos depois do crime, o pedreiro se entregou na base da Guarda Civil Municipal do Jardim Aeroporto. Aos agentes, ele confessou e tentou explicar o crime, dizendo ter pego a mulher fazendo sexo com outro homem. Ele foi levado à delegacia, onde foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio. Ele apresentava sinais de embriaguez.

Neste domingo (12), a Funerária Bom Pastor não pode confirmar os horários do velório e do sepultamento da mulher, já que o corpo da ourives deve passar por exame de necropsia na segunda-feira (13). O óbito foi comunicado no Plantão Policial.

FEMINICÍDIOS

Com esse caso, foram as ocorrências de feminicídio, em Limeira no ano passado. No dia 30 de agosto, Carlos Eduardo Marciano Goularte, de 35 anos, matou a ex companheira, Caroline Aparecida Marchetti, de 28, dentro de uma clínica dentária, na Rua Dr. Trajano, no Centro. Em seguida, Goularte se matou.

Já no último dia do ano, Sidney Segreto, de 39 anos, matou a esposa Jéssica Alves Teixeira, de 28, em uma estrada rural no Jardim Graminha. Após atirar na vítima, Segreto disparou a pistola 9mm contra a própria cabeça. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu dois dias depois na Santa Casa.

No dia 30 de agosto de 2019, Carlos Eduardo assassinou Caroline e depois de matou
Foto: Carlos Gomide
No dia 31 de dezembro do ano passado, Sidney matou Jéssica na zona rural de Limeira
Foto: Carlos Gomide