15 de dezembro de 2019

Zoo de Limeira recebe mico-leão-dourado e um lobo-guará

Fêmea primata, que tem 3 anos, foi apelidada de Eleven


Por Redação Educadora Publicado 28/11/2019
Eduardo Zanzirolamo/Prefeitura de Limeira

Seguindo as recomendações do Plano de Manejo Internacional de animais, o Zoológico de Limeira recebeu nesta semana dois novos moradores: uma fêmea da espécie mico-leão-dourado e um lobo-guará macho. O Plano de Manejo visa a conservação das espécies e bem-estar dos animais, promovendo o manejo genético, movimentação e recomendação adequada dos espécimes na formação de casais.

A fêmea primata, que tem 3 anos, foi apelidada de Eleven pelos técnicos da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, de onde foi transferida para Limeira. De acordo com o veterinário encarregado pelo Zoológico de Limeira, Danielo Mazon, ela está em fase de adaptação ao recinto e a aproximação com seu parceiro deve ocorrer em breve. O mico-leão-dourado macho, chamado pelos técnicos de “Dourado” tem 6 anos e vive em Limeira desde 2015.

Tanto Dourado quanto Eleven fazem parte do Plano de Ações Nacionais para a conservação de espécies ameaçadas de extinção (PAN). A espécie é endêmica da Mata Atlântica, ou seja, somente ocorre em fragmentos da floresta no Estado do Rio de Janeiro. Em razão da devastação da Mata Atlântica, no ano 2000 existiam apenas 1 mil mico-leões-dourados na natureza. O objetivo do plano é que, até 2025, 2 mil animais a cada 25.000 hectares de florestas protegidas.

O lobo-guará, chamado de “Roxinho”, é adulto, no entanto, os técnicos desconhecem sua idade exata. O animal é proveniente do Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (Cempas) da Unesp Botucatu e viveu Zoolpgico de Americana entre 2014 e 2019. Ele também passa por adaptação ao recinto e à loba-guará “Princesa”, que vive no Zoo de Limeira desde o ano passado.