10 de dezembro de 2019

Vereador de Limeira Clayton Silva é cassado

Por 15 votos favoráveis, 5 contrários e uma abstenção, o vereador Clayton Silva (PSC) teve o mandato cassado pela Câmara de Limeira


Por Nani Camargo Publicado 29/11/2019
Foto: Danilo Janine

Por 15 votos favoráveis, 5 contrários e uma abstenção, o vereador Clayton Silva (PSC) teve o mandato cassado pela Câmara de Limeira. A sessão de julgamento começou por volta das 13h30. As leituras do relatório da Comissão Processante que pediu a cassação do parlamentar, bem como da defesa de Clayton, ocorreram até por volta das 17h30. Após isso, iniciou a fase de discurso dos vereadores.

Falaram em defesa de Clayton: Carolina Pontes (PSDB), Marcelo Rossi (PSD), Constância Félix (PDT) e Marco Xavier (PSB). “Sabe porque serei contra sua cassação, vereador Clayton? O senhor não roubou, não cometeu enriquecimento ilícito”, disse Rossi. Ninguém da base aliada do governo Botion (PSD) se pronunciou.

Crédito: Carlos Gomide/Educadora

Clayton ficou emocionado em vários momentos da sessão. Em seu discurso, disse, chorando: “nunca tremi ao usar esse púlpito, mas hoje estou tremendo. E quero repetir que nunca quis desrespeitar vocês, em nenhum momento foi algo pessoal contra cada um dos vereadores”.

Se absteve Nilton Santos (PRB) e contrários à cassação foram Carolina Pontes, Marcelo Rossi, Marco Xavier, Constância Felix e Waguinho da Santa Luzia.

 

O CASO
A sessão de julgamento foi marcada pela presidência da Casa após a Comissão Processante emitir parecer final pela procedência da denúncia apresentada pelo cidadão André Rodrigues Heleno de que o vereador incorreu em prática caracterizada por falta de decoro na sua conduta política.

Para a Comissão Processante, Clayton constrangeu vereadores e à própria instituição do Legislativo ao ir ao Ministério Público denunciar aprovação de uma lei do Executivo que tratava do reparcelamento da dívida do Instituto de Previdência Municipal.