18 de fevereiro de 2020

Prefeitura de Limeira cassa aposentadoria de médica por improbidade

Ela pediu licença médica do posto de trabalho em que era concursada, mas continuou a atender no consultório particular


Por Renata Reis Publicado 11/02/2020
Imagem de Bruno /Germany por Pixabay

A Prefeitura de Limeira cassou a aposentadoria de uma médica, que era servidora concursada e atuava na rede municipal de saúde. O ato foi divulgado na semana passada.

O motivo: improbidade administrativa – o ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da administração pública, cometido por agente público, durante o exercício da função pública.

E nota, a Prefeitura disse que a médica respondeu a um processo disciplinar por ter se utilizado de licença médica do trabalho como profissional concursada, mas “constatou-se durante o período de licença médica, que ela continuava atuando em sua clínica particular como médica – fatos devidamente investigados pela comissão disciplinar”. Ao final dos trabalhos da comissão, ela já havia obtido sua aposentadoria no serviço público.

“Diante do fato, caracterizado como improbidade administrativa, o relatório da comissão foi pela cassação de sua aposentadoria”. A medida foi acatada e deliberada pelo Instituto de Previdência Municipal de Limeira (IPML).