19 de novembro de 2019

Prefeitura de Limeira adquire áreas da Prada

Decreto de desapropriação de área será publicado pelo governo municipal


Por Nani Camargo Publicado 18/06/2019
Danilo Janine
A Prefeitura de Limeira publicará na próxima semana decreto de desapropriação  da área de fundos do Paço Municipal, que pertence a Companhia Comercial Industrial e Administradora Prada. As informações foram divulgadas no início da noite desta terça (18) pelo governo Mario Botion (PSD).
O imóvel possui  mais de 10.000 m2 e fica de frente para a Avenida Maestro Xixirri, possibilitando assim a expansão do prédio que atualmente abriga a sede da Prefeitura. As construções do prédio da antiga “Prada”, onde hoje se encontra o Paço Municipal,  foi objeto de tombamento provocado por questões históricas – fato que impossibilita intervenções de modernização que descaracterizem o prédio.
Segundo o prefeito Mario Botion, a desapropriação da área é “estratégica para expansão do Paço”. O objetivo no futuro é a construção de um prédio moderno, acessível e próprio para atender todas as necessidades dos munícipes. Com isso, a Prefeitura reduzirá custos de locação de outros imóveis ocupados por repartições municipais, informa o governo em nota.
A Prefeitura também chegou a um entendimento com a empresa Prada, para que a área anteriormente dada em permuta por parte do prédio que abriga o Paço retomasse para o município. A área em questão é localizada na Avenida Mario Souza Queiroz – onde funcionava a antiga garagem municipal, na Vila Queiroz.
A área tem mais de 73.000 m2 e será adquirida pelo município. Neste espaço, a Prefeitura pretende implantar um parque linear urbano, preservando as áreas de proteção permanente, e ainda um projeto habitacional  a ser promovido pelo município.  A intenção é fazer moradias verticais (prédios de apartamentos) para a população de baixa renda, com recursos habitacionais dos governos estadual e federal.
“O prefeito Mario Botion esclareceu que a região está recebendo atenção especial do atual governo, já que nas proximidades será implantado o empreendimento privado Cidadela União, onde haverá a implantação do novo terminal de passageiros (rodoviária) e empreendimentos particulares. Na mesma região, também está havendo prospecção de  projetos da iniciativa privada para revitalização de parte dos antigos barracões ocupados pela  empresa D’Andrea. Com isso, toda aquela região da cidade passará por um amplo processo de revitalização”, informou a Secretaria de Comunicação.
O prefeito informou que os valores estabelecidos  para aquisição estão muito abaixo do mercado (R$ 2.423.392,77 para o imóvel da Avenida Maestro Xixirri, e R$ 6.793.473,29 para o da Avenida Mario Souza Queiroz). “As aquisições são vantajosas para os cofres públicos. O pagamento será feito em 20 vezes”, completa a Secretaria de Comunicação.