25 de maio de 2019

Prefeitura de Limeira abre sindicâncias contra servidores que criticaram administração

Uma comissão de sindicância foi aberta contra um técnico de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde por tirar fotos de avarias em viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu)


Por Redação Educadora Publicado 14/05/2019
Divulgação/Prefeitura de Limeira

Entre as portarias publicadas na edição desta terça-feira (dia 14) do Jornal Oficial do Município estão duas que dão início a uma investigação administrativa contra servidores que, de alguma forma, criticaram a atual administração. Uma comissão de sindicância foi aberta contra um técnico de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde por tirar fotos de avarias em viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), e “tais imagens teriam sido exibidas em um programa de rádio do município”, diz a portaria. O departamento de jornalismo apurou que o programa em questão é o Educadora Meio Dia. Ambulância teve as portas amarradas por um cinto.
Diz a portaria que a atitude “configura agir com deslealdade às instituições, nos termos do art. 139, inciso II da Lei Complementar nº 41/1991, passível de pena de advertência”.
O outro caso é contra um servidor da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Civil. Ele será investigado administrativamente porque em setembro de 2017 publicou, no Facebook, comentários e críticas sobre a atual administração pública e se referiu ao atual secretário e ocupantes de cargos comissionados, “chamando estes de idiotas “, o que configura, segundo a Prefeitura, infração de disciplinar de natureza média, punível com pena de dois dias de suspensão, e a grave, 10 dias.
As comissões têm 60 dias para instrução dos procedimentos, prazo que pode ser prorrogado. A Educadora pediu manifestação da Prefeitura de Limeira, mas não obteve retorno até o momento.