18 de agosto de 2019

Dia Mundial do Escoteiro é tema de Tribuna Livre na Câmara de Limeira

O pronunciamento foi acompanhado no Plenário por adolescentes escoteiros


Por Redação Educadora Publicado 23/04/2019
Escoteiros na Câmara de Limeira/Divulgação/Legislativo

Parar falar sobre o Dia Mundial do Escoteiro, celebrado em 23 de abril, o cidadão Fernando Del Antonini fez uso da Tribuna Livre nessa segunda-feira, 22 de abril, a convite do vereador Clayton Silva (PSC). O pronunciamento foi acompanhado no Plenário por adolescentes escoteiros.

A data escolhida para a celebração faz referência ao dia de São Jorge, celebrado também em 23 de abril. São Jorge é padroeiro da Inglaterra, país onde nasceu o fundador do escotismo, o militar Robert Baden-Powell, e padroeiro do Exército Inglês.

Segundo Antonini, o escotismo é um movimento educativo que oferece um ambiente de aprendizado, desenvolvimento, vida em equipe, incentivo à liderança, respeito ao próximo e cuidado com o meio ambiente. “Crianças, jovens e adultos estão no movimento de forma voluntária, promovendo paz e contribuindo ativamente para a construção de um mundo melhor”, relatou.

Entre os anos de 2017 e 2018, Antonini informou que por meio das atividades desenvolvidas pelos grupos escoteiros de Limeira, foram arrecadas mais de 10 mil peças para a Campanha do Agasalho, além de milhões de quilos de alimentos para doação. O grupo ainda teria arrecadado valor substancial para a compra de marcapasso provisório para o Hospital Santa Casa e coletado mais de três toneladas de vidro e 700 quilos de latinhas.

“São atividades sociais que contribuem com o meio ambiente” destacou o orador. Antonini disse ainda que são realizadas campanhas em prol de creches, asilos e para a Associação de Reabilitação Infantil Limeirense (Aril).

Além de falar sobre o Dia do Escoteiro, Antonini pediu apoio aos vereadores para a migração do Grupo Escoteiro Limeira, que atualmente localiza-se na EMEIEF Mauricio Sebastião Ferreira Padre, localizada no bairro Jardim do Lago, para o Bosque Maria Thereza, no centro da cidade.

De acordo com ele, o local está em situação precária. “Se a Prefeitura concedesse o espaço para nós, após os devidos reparos, manteríamos o local em ordem e não o deixariamos chegar em estado de degradação”, justificou.

No município o Dia do Escoteiro foi instituído em 2009, por meio da Lei 4.467/2019, de autoria do vereador licenciado Farid Zaine.