16 de setembro de 2019

Comissão de Obras da Câmara de Limeira ouve secretário sobre viaduto Antonio Feres

O objetivo da reunião foi buscar esclarecimentos junto à Secretaria sobre os projetos para toda a extensão da Marginal do Tatu, incluindo a alça de acesso ao viaduto Antônio Feres, que está interditada


Por Nani Camargo Publicado 17/08/2019
Comissão de Obras do dia 15.08.19

Os vereadores que compõem a Comissão de Obras e Serviços Públicos da Câmara Municipal de Limeira receberam, na tarde desta quinta-feira, 15 de agosto, o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Dagoberto Guidi. O objetivo da reunião foi buscar esclarecimentos junto à Secretaria sobre os projetos para toda a extensão da Marginal do Tatu, incluindo a alça de acesso ao viaduto Antônio Feres, que está interditada.

Dagoberto explicou aos vereadores que em 2012 já havia sinais de erosão na curva que o rio faz na região do viaduto, mas não havia dotação orçamentária para execução da obra, e a contenção que faz a rampa de acesso ao viaduto acabou ruindo. Segundo ele, a administração anterior promoveu a retirada da estrutura que estava ruindo bem como da terra armada do local, porém ela foi depositada sobre o asfalto, o que classificou como um erro, pois a terra acumula umidade e pode danificar o asfalto.

O secretário informou que a terra já foi retirada e utilizada no aterro e que há projeto de reconstrução da rampa de acesso. Após a reconstrução, faz parte do projeto a limpeza e recuperação do pavimento, calçadas e passeios daquela região, caso seja necessário. Segundo Dagoberto, a obra está orçada em R$ 4 milhões.

Os vereadores questionaram se o financiamento adquirido junto ao Fundo Fonplata contempla as obras no viaduto. O secretário explicou que a princípio sim, uma vez que o financiamento do Fonplata engloba a construção do viaduto da Barroca Funda, que também obteve recursos federais e, portanto, gerará saldo, mas que está buscando recursos para a reconstrução em outros programas.

Os membros da comissão pediram o comprometimento do secretário para que seja feita uma revitalização na Marginal do Tatu, principalmente na iluminação pública e no corte de grama, para que os moradores dos bairros próximos possam usar o espaço com mais qualidade. Eles também sugeriram a possibilidade de transformar o local em um parque linear ou fazer uma adaptação do viaduto para uso da população, enquanto o problema da alça de acesso não é resolvido. Dagoberto disse que estudará a sugestão dos vereadores e se comprometeu a fazer a manutenção da iluminação pública no local e verificar a limpeza das vias.

A Comissão Permanente de Obras, Serviços Públicos, Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo é integrada pelos vereadores Waguinho da Santa Luzia (Cidadania), presidente; Marco Xavier (PSB), vice-presidente; Lu Bogo (PL), secretária; e Jorge de Freitas (Patri) e Dr. Rafael Camargo (MDB), membros.