12 de julho de 2020

Combustível está mais barato em Limeira; preços do etanol e da gasolina são os menores da região

Levantamento da ANP mostra que o valor médio dos combustíveis recuou no município em março; no comparativo com Americana e Piracicaba, etanol e gasolina estão mais baratos em Limeira, mas diesel é o mais caro da região


Por Thayla Ramos Publicado 02/04/2020
Foto: Henry Curcio/ Educadora

O preço dos combustíveis recuou em Limeira na última semana de março, segundo informações publicadas pelo Sistema de Levantamento de Preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), órgão federal responsável pela regulação das indústrias de petróleo e gás natural e de biocombustíveis no Brasil. A pesquisa, feita em 23 postos do município de 22 a 28 de março, registrou queda no preço médio da gasolina, do etanol e do diesel, em relação as quatro semanas anteriores.

O valor médio do litro da gasolina caiu 15 centavos, enquanto o do etanol e do diesel recuou 13 e quatro centavos por litro, respectivamente, no comparativo com o levantamento anterior da ANP, feito de 15 a 21 de março. De acordo com a síntese de preços praticados em Limeira, o litro da gasolina fechou o mês de março com valor máximo de R$ 4,29 e valor mínimo de R$ 3,99. A diferença entre o maior e o menor preço é de 30 centavos. Já o litro do etanol registrou valor máximo de R$ 2,98 e mínimo de R$ 2,69, com diferença de 29 centavos; e o litro do diesel, valor máximo de R$ 3,64 e mínimo de R$ 3,18, com diferença de 46 centavos.

Região

No comparativo com outros municípios, Limeira vende a gasolina e o etanol mais baratos da região. Em Americana, o valor máximo do litro da gasolina é de R$ 4,39, em Piracicaba, de R$ 4,55, e em Limeira, de R$ 4,29. Já o preço máximo do litro de etanol em Piracicaba é de R$ 3,29, em Americana, de R$ 3,09, e em Limeira, de R$ 2,98.

O inverso acontece com o diesel, que em Limeira, é o mais caro da região. No município, o valor máximo é de R$ 3,64, enquanto em Piracicaba é de R$ 3,59 e em Americana, de R$ 3,39. Os valores foram registrados pela ANP entre 22 e 28 de março.