25 de maio de 2020

Desemprego cai para 11,2% em novembro, com recorde de autônomos

Desemprego segue recuando no país, ao mesmo tempo que o número de trabalhadores por conta própria atingiu novo recorde


Por Folhapress Publicado 27/12/2019

O desemprego segue recuando no país, ao mesmo tempo que o número de trabalhadores por conta própria atingiu novo recorde.

Do trimestre encerrado em agosto para o trimestre setembro-outubro-novembro, a taxa de desemprego caiu de 11,8% para 11,2%. Ainda assim, 11,9 milhões de pessoas continuam sem ocupação.

A estimativa dos analistas consultados pela agência Bloomberg era uma taxa de 11,4%. Há um ano, a taxa era de 11,6%.

Os números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Já o número de trabalhadores por conta própria chegou a 24,6 milhões e cresceu 1,2% frente ao trimestre anterior e 3,6% em relação ao mesmo período de 2018. É o maior número desde janeiro de 2012, início da série histórica.

A população ocupada também bateu recorde, atingindo 94,4 milhões. Houve um aumento de 0,8% em relação ao trimestre anterior e 1,6% em relação ao mesmo período de 2018.