17 de junho de 2019

Dia das Mães: como anda a sua fertilidade?

Os check-ups gerais precisam ser realizados com frequência.


Por Redação Educadora Publicado 08/05/2019

Conforme envelhecemos, as chances de ter uma gestação vão diminuindo. Contudo, outros fatores também podem afetar esse índice. Por conta disso, é essencial realizar um check-up.

A importância do check-up para preservar a fertilidade

Com qual frequência você vai ao ginecologista? Esse hábito é extremamente importante para verificar como anda a sua fertilidade.

Infelizmente, grande parte das mulheres só visita esse especialista quando há algo de errado com o seu corpo, ou, quando desejam engravidar. Contudo, esse é um grande erro.

Tenha em mente que os check-ups gerais precisam ser realizados com frequência. Isso porque, as mudanças hormonais acontecem rapidamente.

Logo, para obter um diagnóstico mais realista, é preciso que faça um acompanhamento periódico do seu estado fértil.

Geralmente, nesse tipo de consulta, o seu médico irá pedir uma bateria de exames para verificar como está a sua fertilidade. Entre eles estão:

Sorologias (toxoplasmose, HIV, Hepatites entre outras);
Glicemia,
Exames Hormonais,
Papanicolau,
Ultrassonografia entre outros
Esses exames são essenciais para verificar a condição atual do seu sistema reprodutor, bem como o seu estado fértil. É por meio deles que o seu médico poderá indicar o que será necessário fazer para aumentar ou manter as suas chances de engravidar

Como os hábitos diários podem aumentar a fertilidade
Os nossos hábitos diários interferem diretamente no funcionamento do organismo, incluindo na fertilidade. Dependendo do tipo de rotina que você tem, as suas chances de engravidar podem aumentar ou diminuir.

Confira abaixo alguns hábitos que você deve manter para preservar a sua fertilidade:

Alimentação saudável
Manter uma alimentação saudável é essencial para as mulheres que desejam melhorar as suas chances de engravidar. Isso porque, as substâncias presentes nos alimentos interferem diretamente no sistema reprodutivo.

O ideal é que você inclua produtos ricos em ômega 3 na sua dieta. Além disso, evite processados e industrializados, eles são verdadeiros vilões da saúde de modo geral.

Evite os vícios
O tabagismo, o alcoolismo, bem como o uso de outras drogas (incluindo medicamentos em excesso) é extremamente prejudicial para a sua fertilidade

Mais do que isso, esses vícios podem gerar sérias consequências para o seu organismo. Por conta disso, evite-os ao máximo.

Pratique atividades físicas
Com a rotina corrida, diminuir o estresse parece quase uma tarefa impossível. Contudo, esse tipo de cuidado é essencial.

Isso porque, o estresse em excesso afeta diretamente as taxas hormonais do seu organismo. Consequentemente, os ovários acabam sendo afetados, podendo modificar os ciclos menstruais, e até mesmo cessarem eles.

Consulte um ginecologista com periodicidade
Por fim, a última dica para ajudar na preservação da fertilidade é visitar um ginecologista com frequência. Dessa maneira, é possível manter um acompanhamento mais detalhado do funcionamento do seu sistema reprodutivo

Seguindo essas dicas, ficará mais fácil manter suas chances de engravidar. Lembre-se, planejamento e os cuidados são essenciais para quem deseja se tornar mãe um dia. Por isso, sempre mantenha bons hábitos.

* Dr. Alfonso Araújo Massaguer – CRM 97.335
www.mae.med.br
É Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Ginecologista e Obstetra pelo Hospital das Clínicas e Especialista em Reprodução Humana pelo Instituto Universitário Dexeus – Barcelona. Dr. Alfonso é diretor clínico da MAE (Medicina de Atendimento Especializado) especializada em reprodução assistida. É professor responsável pelo curso de reprodução humana da FMU e membro da Federação Brasileira da Associação de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), das Sociedades Catalãs de Ginecologia e Obstetrícia e Americana de Reprodução Assistida (ASRM). Também é diretor técnico da Clínica Engravida e autor de vários capítulos de ginecologia, obstetrícia e reprodução humana em livros de medicina

Website: http://www.mae.med br