20 de setembro de 2019

Crivella diz que 5 mil homens estão trabalhando para minimizar estragos da chuva no Rio

Pelo menos 785 pontos da cidade estão sem luz e algumas das principais vias foram fechadas por segurança


Por Estadão Conteúdo Publicado 09/04/2019
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse na manhã desta terça-feira, 9, que mais de cinco mil homens estão trabalhando para tentar minimizar os problemas trazidos pela forte chuva que cai na cidade desde o início da noite de segunda-feira, e que deixou, até o momento, três vítimas fatais

“Decretamos feriado nas escolas e pedimos para que ninguém que não precisa saia nas ruas. As chuvas que caíram são anormais, nenhum de nós esperava um volume desses”, afirmou Crivella em coletiva no Centro de Operações do Rio (COR).

O prefeito disse que o Centro de Operações funcionou durante toda a noite e que vai continuar trabalhando durante todo o dia de hoje para tentar evitar mais tragédias.

Crivella informou ainda que as regiões mais afetadas foram as zonas sul e oeste e que os deslizamentos graves só foram observados no morro da Babilônia, no Leme (zona sul). Segundo ele, 785 pontos da cidade estão sem luz e algumas das principais vias da cidade foram fechadas por segurança, como a Grajaú-Jacarepaguá e o Alto da Boa Vista, que ligam a zona norte à zona oeste. “Foi uma coisa trágica ontem”, reconheceu o prefeito.