03 de junho de 2020

SP tem fila de 12 mil exames para detectar coronavírus

Deste total, 500 são de pessoas em situação grave


Por Folhapress Publicado 30/03/2020
Presas do rio vão costurar 30 mil máscaras para doar na luta contra a covid-19
Pixabay

O governo João Doria (PSDB) afirmou nesta segunda-feira (30) que o estado de São Paulo hoje tem uma fila de 12 mil exames para detectar coronavírus.

Segundo o governo, deste total, apenas 500 são de pessoas em situação grave. Atualmente, o estado tem registrado 1.451 casos e 98 mortes.

O secretário de Saúde, José Henrique Germann, afirma que o estado hoje tem capacidade para realizar 1.000 testes por dia. No entanto, esse número deve subir para 8 mil a partir de 10 de abril.

Ainda segundo o governo, estudos do Instituto Butantan mostram que as medidas restritivas no estado diminuíram a contaminação. Antes da quarentena, segundo o governo, a velocidade de transmissão de casos era de uma pessoa para seis. Isso exigiria mais 20 mil leitos à rede pública da capital paulista, sendo 14 mil hospitalares e 6.000 de UTI.

Agora, segundo o instituto, a velocidade de transmissão a uma pessoa para duas, e a rede existente é suficiente. A cidade de São Paulo possui cerca de 6.000 leitos hospitalares e outros mil de UTI.