22 de fevereiro de 2020

Réveillon de Copacabana reúne 2,9 milhões na virada para 2020, diz Prefeitura

Apesar da multidão reunida na virada do ano em Copacabana, não foram registrados incidentes graves, segundo a prefeitura


Por Estadão Conteúdo Publicado 01/01/2020
Fernando Maia/Riotur
O Réveillon de Copacabana, no Rio, recebeu 2,9 milhões de pessoas na virada para 2020, informou a Riotur, órgão de fomento ao turismo da prefeitura carioca. Shows, apresentações de DJs e a queima de 16,9 toneladas de fogos de artifício, que coloriram o céu por 14 minutos, animaram a noite.

Apesar da multidão reunida na virada do ano em Copacabana, não foram registrados incidentes graves, segundo a prefeitura – foram dez pessoas detidas por delitos, como furtos, e 653 pessoas atendidas nos postos médicos. O Rio recebeu 1,7 milhão de turistas nesta virada de ano, número recorde, segundo a Riotur.

Às 10 horas, foi liberado o tráfego em uma das pistas da Avenida Atlântica, via da orla de Copacabana e do Leme. Também para esse horário estava previsto o término dos trabalhos de limpeza da praia e do bairro. A Comlurb, estatal municipal de limpeza urbana, mobilizou 1,2 mil funcionários e 73 veículos apenas em Copacabana. O primeiro dia do ano é de sol forte no Rio, o que deverá lotar as praias, não só na zona sul.

Das 653 pessoas atendidas nos quatro postos de saúde instalados pela Prefeitura em Copacabana, 63 foram removidas de ambulância para hospitais. Até a meia-noite, a maioria dos casos de atendimento se deveu a “mal-estar devido ao calor e ao excesso de bebida alcoólica e a lesões provocadas por objetos perfuro-cortantes ou agressões”, informou a Riotur.

As dez pessoas detidas pela Guarda Municipal, incluindo seis adolescentes, praticavam “furtos de celular e de cordão, tentativa de furto, estelionato e agressão”. Também foram aplicadas 186 multas de trânsito somente no dia 31 em Copacabana – 720 veículos foram removidos por estacionamento irregular, em toda a orla do Rio, não só no bairro da zona sul.