19 de novembro de 2019

‘Faminto’, homem faz sucesso em restaurante popular: “Dez conchas de arroz e mais quatro de feijão”

João entrega panfletos e caminha cerca de 15 quilômetros todos os dias pelas ruas e avenidas de Maringá (PR)


Por Redação Educadora Publicado 15/06/2019

Dez conchas de arroz, mais quatro de feijão, carne, acompanhamento, salada e ainda uma sobremesa: esse é o prato do almoço do João Marcos de Castro, de 30 anos, mais conhecido como o “campeão do apetite” no Restaurante Popular de Maringá.

Ele almoça no local durante a semana e o prato gigante o transformou em celebridade. Enquanto almoça, quem já o conhece passa perto para cumprimentá-lo. Já quem o vê pela primeira vez, fica impressionado e pede uma foto.

Foto: Nailena Faian GMC Online

Descobrimos que essa fome tem explicação. João é panfleteiro, caminha cerca de 15 quilômetros todos os dias pelas ruas e avenidas de Maringá. Além do panfleto, ele entrega também sua simpatia para as pessoas.

“Trabalho com isso há dez anos. De dia, de noite, a hora que precisar. Gosto muito do meu trabalho, de estar em contato com as pessoas. Sou o jovem que mais panfleta em Maringá. Os empresários gostam de mim porque entrego o panfleto e faço propaganda do negócio”, conta. Pela manhã, João toma só um cafezinho em casa. Às 7h30 já está na rua trabalhando. A pausa para o almoço é ao meio-dia”.

Ele não engorda mesmo. Quem o vê fica admirado. Aquele pratão todos os dias e João pesa só 58 quilos. E olha que de noite ele ainda janta. “Como metade do que comi no almoço. Dá 18h já estou com fome porque andei muito.” Doente ele diz que não ca e dor nas pernas de tanto caminhar também não tem. “Só vou no médico para entregar panfleto”, diz.

Só que ele só come nessa quantidade o arroz e o feijão mesmo. “Lanche não consigo comer inteiro, nem comer muito doce. Sou especialista em arroz e feijão, quem tentar me superar é perigoso ir parar na UTI”, ri. Morador do Jardim Alvorada, quando chega em casa ele corre para o banho e a água tem que ser gelada, mesmo no inverno.

“Banho frio desperta”, justica. João nasceu em Assis, município do interior de São Paulo. Veio para Maringá em 2009, onde começou a panetar. “Já recebi vários convites para outros trabalhos, mas gosto de fazer isso”, finaliza.

Confira o vídeo em GMC Online.