07 de julho de 2020

Bernardinho se emociona ao falar de distância do pai devido à quarentena

Em relação à Covid-19, que vitimou mais de 22 mil brasileiros, o treinador também pediu união


Por Folhapress Publicado 24/05/2020
Foto: Reprodução

Bicampeão olímpico, Bernardinho se emocionou ao falar do pai, Condorcet Rezende. Em participação, ao lado do filho Bruno, no programa Vencendo Juntos, do SporTV, o técnico de vôlei não segurou o choro ao lembrar do distanciamento do pai por conta da pandemia de coronavírus.


Por ser do grupo de risco, Condorcet está isolado. Nem Bruninho, levantador da seleção brasileira, que voltou recentemente da Itália, teve a chance de reencontrar o avô.


“Pena que ele não esteja podendo ver a gente aqui, está acamado, mas são coisas que vão ficar para sempre. São lições que… Num momento como esse, difícil… Não poder estar perto dele. Espero que acabe logo tudo isso. Que a gente possa estar junto o mais rápido possível. Que ele tenha orgulho da história que o Bruno vai continuar levando da nossa família”, falou Bernardinho, chorando.


Em relação à Covid-19, que vitimou mais de 22 mil brasileiros, o treinador pediu união.


“Agora, mais do que nunca, precisamos ser um time para vencer esta doença”, comentou.