05 de abril de 2020

Ofensivo, Santos tenta apagar má impressão

Nesta segunda-feira (27), contra o Guarani, em Campinas, os santistas têm a obrigação de darem uma resposta positiva


Por Folhapress Publicado 27/01/2020
Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Na abertura do Paulistão, que marcou também a estreia do técnico português, o Santos foi o único dos quatro grandes que não conseguiu a vitória. Pior, enquanto Corinthians, Palmeiras e São Paulo venceram sem sustos, respectivamente, Botafogo, Ituano e Água Santa, o Peixe escapou por pouco da derrota, na Vila Belmiro, diante do Red Bull Bragantino.

Nesta segunda-feira (27), contra o Guarani, em Campinas, os santistas têm a obrigação de darem uma resposta positiva.
O comandante português fez coro com os mais de 12 mil espectadores que pagaram para ver o primeiro jogo e lamentou o baixo rendimento do setor ofensivo. “Eles foram capazes, em grande parte do jogo, de jogar de acordo com o que quero: próximos, com pouco espaço para o adversário, rápidos na troca de passes e explorando a velocidade dos atacantes”, analisou Jesualdo, após a apresentação.

“A segunda fase do jogo, que é chegar ao gol adversário, manter a bola, em alguns momentos fizemos. Mas, algumas vezes, fizemos uns cruzamentos que não acabaram bem. “.

Dessa maneira, o Santos, conhecido pelo seu DNA ofensivo, amargou um placar sem gols, algo que foi raro na última temporada.

A ideia de tomar a iniciativa vai continuar, mesmo sabendo que o Bugre, na estreia goleou a Inter de Limeira, fora de casa, por 4 a 0.

No setor ofensivo, Marinho, que teve uma fratura no pé esquerdo, vai ficar ao menos seis semanas fora de combate. O paraguaio Derlis González deve ser o escolhido como substituto.


FICHA TÉCNICA

SANTOS
Everson; Pará, Luan Peres, Luiz Felipe e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Alison e Carlos Sánchez; Kaio Jorge, Eduardo Sacha e Derlis González. T.: Jesualdo Pereira

Estádio: Brinco de Ouro, Campinas
Horário: 20h desta segunda-feira (27)
Juiz: Vinicius Furlan (SP)