12 de dezembro de 2019

Bruno Henrique garante que Palmeiras vai reagir: ‘a oscilação vai passar’

Verdão enfrenta nesta terça-feira (30), às 21h30, o Godoy Cryz, da Argentina, no Allianz Parque, na partida de volta pela Copa Libertadores da América; já o Cruzeiro recebe o River Plate, às 19h15, no Mineirão.


Por Estadão Conteúdo Publicado 30/07/2019
Divulgação/Conmebol

O meia e capitão Bruno Henrique, do Palmeiras, demonstrou nesta segunda-feira (29) muita confiança na reabilitação do time nesta temporada. Após cinco partidas consecutivas sem vencer e de perder a liderança do Campeonato Brasileiro para o Santos no último final de semana, o jogador afirmou que a partida desta terça (30), às 21h30, pela Copa Libertadores contra o Godoy Cruz pode marcar o início de um outro momento.

A equipe alviverde recebe o clube argentino pelas oitavas de final da competição após o empate por 2 a 2, fora de casa, na última semana. Para Bruno Henrique, a queda de rendimento do Palmeiras é um processo normal dentro do futebol.

“Às vezes acontece no futebol de você oscilar. O que a gente não pode deixar entrar são as coisas ruins, as coisas negativas. A gente sabe da força do nosso grupo. Já tivemos momentos ruins em que conseguimos sair. A oscilação vai passar, com certeza”, disse o volante em entrevista coletiva na Academia de Futebol, em São Paulo.

Para avançar à próxima fase da Libertadores, o Palmeiras precisa de uma vitória simples ou de um empate por 0 a 0 ou 1 a 1. Em caso de um novo placar de 2 a 2, a definição será nos pênaltis. Os argentinos têm de vencer ou conseguir um empate por três gols ou mais para se classificar. A equipe alviverde terminou a fase de grupos com a melhor campanha geral da competição.

O jogador disse entender o protesto realizado pela torcida no último sábado (27), após o empate por 1 a 1 contra o Vasco, pelo Brasileirão, e admite o incômodo coletivo pela má fase. “A torcida está fazendo os protestos e está no direito dela, mas também quando chegar a hora do jogo tenho certeza de que eles vão apoiar e nós jogadores vamos fazer de tudo para jogar bem, com intensidade, aquilo que a gente vinha fazendo”, comentou.

O Palmeiras recebe o Godoy Cruz nesta terça-feira, às 21h30, e logo depois já terá um clássico pelo Brasileirão. A equipe encara no domingo (4 de julho) o Corinthians, fora de casa. A partida às 19h terá transmissão pela TV aberta.

CRUZEIRO

O elenco do Cruzeiro fez na tarde desta segunda-feira (29) o último treino de preparação para encarar o River Plate, nesta terça (30), às 19h15, no Mineirão, pelo duelo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. E o meia Marquinhos Gabriel projetou, em entrevista coletiva, o confronto decisivo para a equipe mineira.

Ao analisar o jogo, o atleta fez elogios ao atual campeão continental e apontou as virtudes que o seu time precisa ter para eliminar o tradicional rival. “O River, como outras equipes argentinas, joga fora até melhor do que em casa, tem marcação agressiva, tem controle do jogo, tem muitos jogadores onde está a bola. Mas vamos procurar inverter bastante o jogo para pegá-los desprevenidos. Temos de ser bem contundentes. A gente tem jogadores com muita rodagem no futebol e vamos usar isso a nosso favor. Temos de ter paciência, tranquilidade, pois o gol vai sair naturalmente”, destacou o jogador.

O meio-campista também enfatizou a importância de a equipe celeste exibir eficiência em sua zaga, pois qualquer gol marcado pelo River obrigará os cruzeirenses a marcarem pelo menos duas vezes em Belo Horizonte, tendo em vista o maior peso das bolas na rede fora de casa para efeito de desempate. Na partida de ida do mata-mata, realizada na semana passada, na Argentina, houve empate por 0 a 0.

“A gente está bem focado, sabendo o que o adversário pode apresentar. Temos de estar bem preparados para executar o que o Mano passará para a gente. Tentamos o gol lá (em Buenos Aires) e não conseguimos. Aqui, a gente tem de ter uma defesa sólida… Atacar todo mundo junto para sair com a vitória. Sabemos que o torcedor deseja muito a Libertadores. E esperamos o apoio deles mais uma vez”, disse Marquinhos Gabriel. “Agora é sermos agressivos, fazer um jogo intenso para sair com a classificação. Lá sofremos um pouquinho primeiro tempo, mas no segundo encaixamos a marcação. Agora, é seguir forte e buscar a vitória”, projetou.