08 de julho de 2020

Megan Rapinoe desiste de campeonato nos EUA por temor ao coronavírus

A NWSL que começa no próximo sábado (27), no estado de Utah, com portões fechados, será a primeira liga nos Estados Unidos a retomar as atividades.


Por Folhapress Publicado 24/06/2020
Foto: Divulgação/NWSL

A atual melhor jogadora do mundo, Megan Rapinoe, do OL Reign dos Estados Unidos, se recusou a disputar a Challenge Cup, da NWSL (Liga norte-americana feminina) por temor ao coronavírus.

“Megan nos informou que decidiu não jogar. Como todos os jogadores da NWSL, ela teve a opção de participar, mas entendemos e respeitamos sua decisão”, disse Bill Predmore, executivo-chefe da equipe do Rapinoe, OL Reign.

Christen Press e Tobin Heath, outras duas atletas da seleção norte-americana, também deixaram o campeonato.

A NWSL que começa no próximo sábado (27), no estado de Utah, com portões fechados, será a primeira liga nos Estados Unidos a retomar as atividades.

O Orlando Pride, time da jogadora brasileira Marta, anunciou na terça-feira (23) que iria se retirar do campeonato, após seis jogadoras e quatro funcionários testarem positivo para a covid-19.