09 de dezembro de 2019

Sob pressão, Corinthians visita o embalado Goiás

Timão, que enfrenta o time goiano às 21h30 desta quarta-feira (16), no estádio Serra Dourada, vive uma grave crise técnica e pode deixar o G-4 nesta rodada


Por Folhapress Publicado 16/10/2019
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A Fiel torcida está preocupada. Sem vencer há três rodadas do Campeonato Brasileiro – após empates com Grêmio e Athletico-PR e derrota para o São Paulo –, o Corinthians vive uma grave crise técnica e pode deixar o G-4 nesta rodada.

Para que isso não aconteça, a equipe do técnico Fábio Carille precisa derrotar o Goiás, às 21h30 desta quarta-feira (16), no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O grande problema é que o rival esmeraldino faz uma campanha surpreendente no returno do Nacional e tem no habilidoso atacante Michael o seu principal nome para chegar às vitórias.

Além do time em si, quem também sofre pressão extra é o treinador alvinegro. Com as declarações de que não dava para entender como o time alvinegro ainda estava no G-4 e de que muitos jogadores estavam rendendo abaixo do que podem, o comandante criou mais um climão no grupo e deixou claro que não está encontrando soluções para o time voltar a render.

A principal carta na manga de Carille é a volta do meia-atacante Pedrinho, que estava defendendo a seleção olímpica em amistosos. Ele seria avaliado para saber sua condição, física, mas, mesmo que não esteja 100%, deve ser nome certo na equipe, já que ele é o principal articulador e finalizador na atualidade.

Outra dúvida é se Ralf voltará ao time após se envolver em acidente de trânsito. E, na frente, como nenhum atacante tem dado conta do recado, há a possibilidade de Carille mudar peças, apesar de Clayson e Love levarem vantagem.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS
Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Yago Felipe, Gilberto e Thalles (Léo Sena); Leandro Barcia, Michael e Rafael Moura. Técnico: Ney Franco

CORINTHIANS
Cássio, Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Ramiro, Mateus Vital e Clayson (Pedrinho); Vagner Love e Boselli. Técnico: Fábio Carille

Estádio: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Horário: 21h30
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)