30 de setembro de 2020

São Paulo dá adeus ao Brasileirão com vitória sobre o CSA

Em Maceió, no estádio Rei Pelé, a equipe tricolor derrotou o CSA por 2 a 1 e encerrou a sua participação no Campeonato Brasileiro na sexta colocação, com 63 pontos - o clube garantiu uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.


Por Redação Educadora Publicado 08/12/2019
MACEIÓ,AL,08.12.2019:CSA-SÃO-PAULO – Jogadores do São Paulo durante a partida entre CSA e São Paulo, válida pelo Campeonato Brasileiro 2019, no Estádio Rei Pelé em Maceió (AL), neste domingo (08). (Foto: Thalita Chargel/Futura Press/Folhapress)

Um time cheio de garotos deu ao São Paulo a vitória em sua despedida da temporada de 2019. Em Maceió, no estádio Rei Pelé, a equipe tricolor derrotou o CSA por 2 a 1 e encerrou a sua participação no Campeonato Brasileiro na sexta colocação, com 63 pontos – o clube garantiu uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

Como o jogo era um mero amistoso tanto para o São Paulo quanto para o CSA, que já entrou em campo rebaixado para a Série B, o técnico Fernando Diniz aproveitou a oportunidade para dar minutos em campo a meninos formados na base tricolor. Alguns deles, como Liziero e Toró, já são bastante conhecidos da torcida são-paulina; outros, como Gabriel Sara e Juan, ainda estão iniciando a trajetória na equipe profissional.

Cheios de vontade de mostrar serviço, os meninos tricolores passaram por cima do CSA nos minutos iniciais da partida. Depois de Léo perder uma boa oportunidade, Toró abriu o placar aos 10. O atacante recebeu um ótimo passe de Gabriel Sara e marcou na saída do goleiro Jordi.

Demorou apenas três minutos para o time paulista ampliar a sua vantagem. Jordi evitou o gol em um chute de Juan, mas Igor Vinícius pegou o rebote e mandou um forte arremate de perna esquerda, sem dar chances ao goleiro do CSA.

Ao longo do primeiro tempo, o São Paulo acumulou oportunidades de gol perdidas e poderia ter conseguido uma goleada. Aos 28 minutos, Gabriel Sara mandou um chute que saiu por muito pouco e, cinco minutos mais tarde, Igor Gomes acertou a trave do CSA com uma bomba de fora da área.

Para alívio da torcida alagoana, o CSA não só não levou mais gols no primeiro tempo como ainda diminuiu a desvantagem aos 43 minutos, quando Jarro Pedroso apanhou uma sobra na área tricolor e mandou a bola para a rede.

O ritmo da partida caiu bastante depois do intervalo, mas mesmo assim houve oportunidades de gol. A diferença para o primeiro tempo é que o CSA equilibrou a disputa e teve algumas chances para empatar a partida, ajudado pelo fato de Helinho ter sido expulso logo aos dois minutos.

A melhor chance dos dono da casa foi de Dawhan, aos 31 minutos. Ele mandou um chute que passou bem perto do gol defendido por Lucas Perri.

Ao fim da partida, uma cena bonita no Rei Pelé: enquanto a torcida do São Paulo presente no estádio comemorava a vitória com os garotos tricolores, os torcedores do CSA também cantavam bastante, em reconhecimento ao esforço dos jogadores da equipe de Maceió.

FICHA TÉCNICA

CSA 1 x 2 SÃO PAULO

CSA – Jordi; Warley (Lucas Dias), Alan Costa, Luciano Castán e Rafinha; Dawhan, Nilton (Matheus Prado) e Euller; Bustamante, Ricardo Bueno e Alisson Safira (Jarro Pedroso). Técnico: Jacozinho (interino).

SÃO PAULO – Lucas Perri; Igor Vinícius, Walce, Luan e Léo; Liziero, Gabriel Sara e Igor Gomes; Helinho, Juan (Diego) e Toró (Danilo). Técnico: Fernando Diniz.

GOLS – Toró, aos 10, Igor Vinícius, aos 13, e Jarro Pedroso, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Bustamante (CSA); Gabriel Sara (São Paulo).

CARTÃO VERMELHO – Helinho (São Paulo).

ÁRBITRO – Alisson Sidnei Furtado (TO).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.