17 de novembro de 2019

“Não sei para que existe”, diz Rogério Ceni sobre o VAR após derrota

Na entrevista coletiva após o duelo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, técnico do Fortaleza criticou a atuação do VAR


Por Folhapress Publicado 06/05/2019

Rogério Ceni ficou revoltado com a arbitragem após a derrota para o Botafogo por 1 a 0. Na entrevista coletiva após o duelo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico do Fortaleza criticou a atuação do Árbitro de Vídeo (VAR, na sigla em inglês) no suposto pênalti de Gilson em Wellington Paulista.

“Na minha opinião, um pênalti claríssimo a nosso favor. O árbitro foi, olhou. O VAR não sei para que existe. Se existe para olhar, todo mundo olha e vê. Acho que ele interpretou de maneira errada”, disse o comandante.

O lance, ainda no primeiro tempo, quando as equipes empatavam por 0 a 0, foi revisto no monitor pelo árbitro de campo, Wagner Reway. Ele, no entanto, preferiu dar sequência ao jogo, não considerando como faltoso o empurrão do lateral carioca. Wellington Paulista, protagonista do lance, também criticou o aparato tecnológico.

“Uma grande infelicidade (o jogo de hoje). (O Fortaleza) Não poderia ter saído daqui derrotado pela maneira que jogou. É um crime não acontecer um resultado melhor para o Fortaleza aqui hoje. Pelas oportunidades que criou, pelo pênalti a seu favor, que todos viram”, acrescentou.

“Como o árbitro não teve a personalidade, eu vou ficar na personalidade para não colocar outros adjetivos, para marcar o pênalti na casa do adversário, nós saímos derrotados”, finalizou Ceni.

A próxima rodada do Brasileirão prepara um reencontro especial para o comandante. Será o primeiro confronto de Ceni contra o São Paulo, clube em que é ídolo e fez a sua história como goleiro.