10 de dezembro de 2019

Henrique lamenta derrota do Cruzeiro e admite: ‘Não depende só de nós’

Cruzeiro terá pela frente o Grêmio, em Porto Alegre, e o Palmeiras, no Mineirão, dois clubes que já confirmaram vaga na Copa Libertadores e buscam apenas melhorar suas respectivas colocações


Por Estadão Conteúdo Publicado 03/12/2019
Bruno Haddad/Cruzeiro

O semblante dos jogadores do Cruzeiro após a derrota por 1 a 0 para o Vasco, em São Januário, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, traduziu bem a situação do clube na tabela de classificação. Alguns atletas, como o lateral Orejuela, deixaram o gramado chorando. O volante Henrique foi o único a dar entrevista para a imprensa e não conseguiu conter as lágrimas.

“É muito difícil falar depois de uma derrota, onde havia possibilidade de sairmos da colocação que nos encontramos. Temos que ter forças. Agora é um jogo dificílimo contra o Grêmio, onde não podemos baixar a guarda. Sabemos que cada vez se torna mais difícil. Temos que vencer os dois jogos, contra o Grêmio e contra o Palmeiras. Não dependemos só de nós. Se temos possibilidades, vamos correr atrás”, afirmou o volante.

Como Henrique adiantou, o Cruzeiro terá pela frente o Grêmio, em Porto Alegre, e o Palmeiras, no Mineirão, dois clubes que já confirmaram vaga na Copa Libertadores e buscam apenas melhorar suas respectivas colocações no Brasileirão. Para permanecer na primeira divisão, terá de vencer os dois jogos e torcer por ao menos uma derrota do Ceará.

“Não podemos lamentar o que passou. Vamos buscar duas vitórias e torcer. Jogamos numa grande instituição, mas chega um momento que as coisas não vão dando certo e a ansiedade, a bola acaba acelerando. Temos que ter forças. Muitos já viveram isso, muitos não. Temos que tirar forças de onde tem para buscar vencer os dois jogos e torcer pelo resultado negativo do Ceará”, concluiu.

Há sete jogos sem vencer, o Cruzeiro ocupa a 17ª colocação, com 36 pontos, dois a menos do que o Ceará, o primeiro fora da zona de rebaixamento.