14 de agosto de 2020

Flamengo fecha acordo com mais uma família de vítima do incêndio no Ninho do Urubu

Familiares de Samuel Thomas estavam sendo defendidos pela Defensoria Pública do RJ; em relação à família do limeirense Rykelmo, a mãe acionou a Justiça e o pai aceitou um acordo no final de 2020


Por Folhapress Publicado 27/07/2020
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Flamengo chegou a um acordo, nesta segunda-feira (27), com a família de Samuel Thomas, uma das dez vítimas fatais do incêndio no CT Ninho do Urubu, que aconteceu em fevereiro do ano passado. A diretoria ainda conversa com os familiares de Arthur Vinícius, Christian Esmério e Pablo Henrique. Em relação à família do limeirense Rykelmo, a mãe acionou a Justiça e o pai aceitou um acordo no final de 2019.

Os familiares de Samuel Thomas estavam sendo defendidos pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. Confirmada pela reportagem, a informação sobre o acordo foi revelada pelo canal Paparazzo Rubro-Negro, do YouTube.
Agora, a cúpula rubro-negra tem sete resoluções em 11 negociações. Além do caso de Samuel, o Fla chegou a um denominador comum com as famílias de Athila Paixão, de Bernardo Piseta, de Gedson Santos, o Gedinho, de Jorge Eduardo, de Vitor Isaias, e com o pai de Rykelmo.

Em uma publicação em rede social, Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, confirmou que o clube fechou mais um acordo, mas não citou a família. “É verdade. Fechamos com mais uma família. Contudo, nos foi pedida máxima discrição. Portanto, em respeito à família não passarei maiores informações. Nosso compromisso é trabalhar com respeito máximo e a seriedade que esse assunto demanda”, escreveu.