24 de outubro de 2019

Destaques do ano, Deyverson e Felipe Melo “entram na linha” com ajuda de Felipão

O técnico Luiz Felipe Scolari tem participação importante nesse processo. Ele considera que Deyverson e Felipe já são visados pelos árbitros, que tenderiam a agir com mais rigidez contra esses jogadores pelo histórico deles.


Por Folhapress Publicado 27/05/2019
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Dois dos principais destaques do Palmeiras na temporada, Deyverson e Felipe Melo vêm tendo algo em comum neste ano além das ótimas atuações dentro de campo: ao contrário de um passado recente, ambos têm mantido distância de polêmicas e indisciplinas. O ótimo desempenho da dupla é ajudado por um trabalho interno do clube para afastar os atletas de turbulências e deixá-los focados só no futebol.
O técnico Luiz Felipe Scolari tem participação importante nesse processo. Ele considera que Deyverson e Felipe já são visados pelos árbitros, que tenderiam a agir com mais rigidez contra esses jogadores pelo histórico deles. Por isso, ele se preocupa em orientar a dupla a não se envolver em discussões no campo, falar pouco com a arbitragem e ignorar provocações.

No caso de Deyverson, os papos com Felipão foram essenciais para que o atacante “entrasse na linha” desde a cusparada no corintiano Richard, em fevereiro, que o tirou de seis jogos do Campeonato Paulista. O técnico deu uma espécie de ultimato ao jogador, que já havia protagonizado outras expulsões infantis no ano passado. Além disso, ele foi multado pela diretoria em R$ 350 mil e recebeu apoio do elenco para dar a volta por cima.

Felipão gosta muito do estilo de jogo do centroavante, a quem considera essencial para o time funcionar. Isso também foi importante para o atleta receber novas chances com o treinador. Deyverson tem sido um dos jogadores menos poupados, já que os concorrentes Borja e Arthur, na visão de Scolari, não oferecem as mesmas características de entrega na marcação e movimentação na frente. Ainda assim, o comandante adota cautela ao falar do camisa 16.

“Ele vem se monitorando, se cuidando, recebe apoio dos companheiros, e eu faço uma pequena parte, alerto sobre alguns detalhes. Todo mundo está esperando que na primeira falta ele role e caia para fora, que olhe para o juiz assustado. Todo mundo espera que ele caia, ninguém espera que ele cresça. E ele vem crescendo gradativamente. Mas também não vamos elogiar demais, vamos esperar até o final. A gente aprende toda a vida, e ele vai aprendendo dia a dia”, disse Felipão após a vitória sobre o Botafogo no sábado.

Com Felipe Melo, a atuação do técnico também foi essencial. Ele e o diretor Alexandre Mattos tiveram conversas importantes com o volante após seu último grande episódio de indisciplina, em agosto do ano passado, quando foi expulso logo aos 3 minutos de jogo contra o Cerro Porteño na Libertadores. Neste ano, o treinador já elogiou o camisa 30 publicamente e mostrou incômodo com alguns cartões amarelos ao meio-campista que, em sua avaliação, foram injustos.

Assim, mantendo-se longe de confusão, Deyverson e Felipe Melo têm mostrado sua importância dentro das quatro linhas. Os dois são titulares incontestáveis de Felipão em 2019 e, no caso de Melo, que tem contrato apenas até o final do ano, a diretoria quer e confia na sua permanência. As conversas para a renovação, porém, ainda não foram abertas, já que o clube costuma deixar essas negociações mais para a parte final da temporada.