20 de novembro de 2019

Clássico entre Bahia e Ceará vai ter protesto por vazamento de óleo e busca pelo G6

Tricolor baiano entrará em campo nesta segunda-feira (21), às 19h30, no estádio Pitaçu, em Salvador, com a camisa "manchada de óleo"


Por Folhapress Publicado 21/10/2019
Divulgação/Esporte Clube Bahia

O Bahia vai entrar em campo contra o Ceará nesta segunda-feira (21), às 19h30, no estádio Pitaçu, em Salvador, com a camisa “manchada de óleo”, em protesto contra o vazamento do resíduo pelas praias do litoral do Nordeste. A partida é valida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A equipe baiana, que tem histórico de manifestações sociais, lançou um manifesto neste domingo em suas redes sociais com a seguinte pergunta: “Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido?”.

Na oitava posição da tabela, com 41 pontos, o time do técnico Roger Machado busca a vitória para ingressar no G6 do Brasileiro. E para isso, o treinador vai realizar algumas mudanças na equipe. Liberado pelo departamento médico, o lateral Nino Paraíba deve entrar em campo no lugar de João Pedro.

A dúvida será a entrada de Guerra, já que o meia venezuelano não está agrandando a torcida e pode perder a vaga para Marco Antônio ou Lucca. O meia Elton deve ser a única baixa para o confronto, pois se recupera de uma contusão no joelho.

Em situação contrária do rival do clássico nordestino, o Ceará está na zona de rebaixamento, com 26 pontos, na 17ª colocação, e vai entrar em campo com três desfalques: o volante Fabinho, o meia Thiago Gualhardo e o lateral Samuel Xavier, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.
O único alívio para o técnico Adílson Batista é a volta dos atacantes Willian Popp e Felipe Cardoso.

INGRESSO

O Bahia vai ter a casa cheia para o clássico. Os ingressos para o confronto foram esgotados pela torcida baiana que comprou os 30 mil ingressos colocados à venda. O estádio tem capacidade total para acomodar 32.157 torcedores.


FICHA TÉCNICA

BAHIA
Douglas; João Pedro (Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Guerra; Artur, Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado

CEARÁ
Diogo Silva; Cristovam, Luiz Otávio, Tiago Alves e João Lucas; William Oliveira, Pedro Ken e Ricardinho; Felipe Baxola, Lima e William Popp. Técnico: Adilson Batista

Estádio: Estádio de Pitaçu, em Salvador
Horário: 19h30 desta segunda
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)